AMJ alerta para mais chuva torrencial, risco de inundações e deslizamentos

Publicado em 9 de julho de 2020, em Tempo

Possibilidade de chuva pesada no oeste e leste do Japão até pelo menos o domingo (12), de acordo com a AMJ.

Neste Artigo:
&nbspAMJ alerta para mais chuva torrencial, risco de inundações e deslizamentos
Cidade de Hitoyoshi, na província de Kumamoto, em 4 de julho (ANN)

A Agência de Meteorologia do Japão – AMJ alertou nesta quinta-feira (9) sobre o risco de inundações e deslizamentos, visto que a chuva torrencial desde o último fim de semana no sudoeste e área central do arquipélago continuará incessante após causar a morte de pelo menos 60 pessoas na região Kyushu.

Publicidade

Uma frente chuvosa sazonal que se estende de Kyushu a Kanto deve permanecer, e há “uma possibilidade de aguaceiros pesados no oeste e leste do Japão até pelo menos o domingo (12)”, de acordo com a AMJ.

Volume de chuva de até 250mm deve cair nas regiões Kyushu e Shikoku nas 24 horas até as 6h de sexta-feira (10), 180mm em Kinki e 150mm em Kanto-Koshin e Tokai.

A chuva já causou a morte de 60 pessoas na região Kyushu. Pelo menos 13 estão desaparecidas.

A AMJ está pedindo à população que se mantenha vigilante, visto que a chuva já enfraqueceu o solo e fez com que 59 rios, incluindo o Kuma na província de Kumamoto, transbordassem, e pelo menos 123 deslizamentos ocorreram em 18 províncias, desde a quarta-feira (8).

As províncias de Fukuoka e Oita sofreram inundações em grandes áreas, e o nível de alerta mais alto de chuva foi emitido para Gifu e Nagano.

Cerca de 100 distritos em províncias como Kumamoto e Gifu continuam isolados, disse  o secretário-chefe do Gabinete Yoshihide Suga aos repórteres, enfatizando que ele queria resolver esse problema “o mais rápido possível”.

Membros de equipes do corpo de bombeiros e das Forças de Autodefesa despachados para as áreas estão buscando informação sobre a saúde e condições de estoque de alimentos dos residentes isolados, e estão ajudando no processo de limpeza, disse Suga.

Na província de Gifu, que registrou chuva recorde, estradas foram danificadas por deslizamentos e transbordamentos de rios, isolando 5 mil pessoas em um ponto. Cerca de 2,3 mil continuam isoladas, de acordo com autoridades locais.

Cerca de 4 mil pessoas ficaram isoladas nas cidades de Gero, Takayama e Gujo, até a lama e detritos terem sido removidos nesta quinta-feira.

Fonte: Mainichi


Vamos comentar?

Outras Notícias

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Produtos Brasileiros no Japão - Mugen Foods
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Produtos Brasileiros no Japão