Irabu e Shimoji, duas pequenas ilhas cheias de encantos

Publicado em 2 de agosto de 2019, em Turismo em Okinawa

Irabu e Shimoji pertencem à cidade de Miyako, onde tem um novo aeroporto e rica na sua natureza belíssima. Tanto que não param de construir resorts nesse paraíso.

Neste Artigo:
&nbspIrabu e Shimoji, duas pequenas ilhas cheias de encantos
As pequenas ilhas ficam em Miyako (PM)

A porta de entrada da pequena Ilha Irabu é a cidade e ilha de Miyako (Okinawa). Como é de fácil acesso por causa da longa ponte homônima, seja de carro alugado, de táxi ou de bicicleta, vale uma visita! 

Publicidade

Para sentir a energia da ilha a dica é passar uma tarde ou 1 dia pelo menos.  Pode começar os belos passeios pelo Parque de Makiyama, cerca de 20 a 25 minutos de carro, do centro de Miyako. É uma área com floresta subtropical, bem conservada, com trilhas dentro da mata verde e borboletas diferentes dando um toque suave. 

Vai encontrar vários pés de mamão papaya e outras plantas da região como cana-de-açúcar e árvores tropicais, sem se preocupar com a cobra venenosa habu pois nessa ilha não tem. Uma das atrações desse parque é o observatório (Makiyama Tenbodai), construído em 1981. Tem um formato inspirado na ave de rapina chamada de sashiba, uma espécie de abutre, que visita a ilha anualmente no outono.

Lá de cima se pode apreciar o mar límpido com seus corais e também a majestosa Ponte de Irabu (Irabu Oohashi), como as demais, Ikema e Kurima. Todas elas ligam as ilhas menores à principal, Miyako.

O cenário visto lá de cima é espetacular. Vale a pena caminhar do estacionamento até o local e subir alguns lances de escada.

Assista ao vídeo mas leia a matéria até o final para saber onde ficam os locais apresentados.

Observatório de Makiyama 牧山展望台 – Makiyama Tenbodai

Ligada à cidade pela ponte Irabu

A Ponte Irabu tem 3,54Km de extensão e no seu pico chega a 30 metros de altura do nível do mar. Sem pedágio os residentes e turistas podem ir e vir de graça. É ela o elo entre essa ilha à principal, Miyako. 

A ilha tem 29Km quadrados de extensão e uma população de pouco mais de 5 mil pessoas, mais a flutuante que ocupa os inúmeros resorts. 

Do lado norte os residentes se dedicam à agricultura, especialmente da cana-de-açúcar. E do sul, vivem da pesca. Nesse local os residentes usam dialetos locais.

Em 30 de março de 2019 começou a operação do Aeroporto Miyako Shimojishima, com voos LCC na ilha menor, do lado dessa.

Aliás, a praia 17 End merece uma visita, na outra ilha, Shimoji. Fica no extremo do aeroporto, e para chegar até ela é preciso deixar o carro bem antes e caminhar uns 5 minutos. Mas a vista vale a pena!

Praia Toguchi no Hama 渡口の浜

Ao sul da ilha uma praia encantadora atrai muitos visitantes pela sua água transparente de cores turquesa e verde esmeralda, areia branca e bem fininha, além de rochas incríveis, nos 800 metros de extensão. 

Além do simples banho de mar, se pratica snorkeling pela riqueza dos seres marinhos e também caiaque. Do observatório são apenas 11 minutos de carro, pela costa. 

  • Estacionamento: gratuito
  • Toaletes e banho: gratuito 
  • Não tem árvores nem local para alugar guarda-sol 
  • Rota: toque aqui para abrir o mapa

Sawada no Hama 佐和田の浜

É um recife, pontilhado de rochas escuras, elas contrastam com o mar ora verde esmeralda ora azul turquesa. De águas rasas mesmo na maré alta, é indicada para famílias com crianças pequenas. 

O Grande Tsunami de Yaeyama, em 1771, também chamado de Tsunami de Meiwa, trouxe mais de 300 dessas rochas. Assim se formou uma obra de arte natural com a ajuda da maré chamada de kuroshio. Já foi um local de pesca farta no passado, onde as crianças, filhas dos pescadores brincavam nessa vasta areia e mar raso. A sua natureza ainda é rica e é considerada uma das 100 mais belas praias do Japão.

Os turistas costumam parar os carros para apreciar o pôr do sol e depois contemplar as estrelas, já que não há luzes urbanas por lá. É um verdadeiro planetário e o melhor, de graça. 

Rocha Obi 帯岩 – Obi Iwa

Ela tem 12,5 x 59,9 metros de altura e comprimento e diz ter sido trazida pelo Grande Tsunami de Meiwa, em 1771, depois de um terremoto de magnitude 7,4. Para lembrar a força do tsunami que tirou a vida de milhares de pessoas, a rocha foi deixada com símbolo de preservação da vida, com um torii. Os locais vão até lá para orar pela pesca, segurança no mar e dentro do lar. Fica a cerca de 800 metros de Toori Ike. 

A visita é gratuita. Toque aqui para traçar sua rota.

Lagoa Toori 通り池 – Toori Ike

Vale a pena parar o carro e visitar esse local de tirar o fôlego, na costa norte da Ilha Shimoji. Na verdade são duas lagoas, unidas sob as rochas, de cor espetacular. Há uma passarela de madeira para observá-las. A do lado sul tem 75 metros de diâmetro e 45 de profundidade, enquanto a do norte tem 55 e 25, respectivamente. O local foi designado como monumento natural do país em 2006.

&nbspIrabu e Shimoji, duas pequenas ilhas cheias de encantos
Lagoas Tori ou Toori Ike, são de tirar o fôlego (PM)

Como estão conectadas ao mar, através de uma caverna, quando a maré sobe o nível da água delas também se eleva. 

Na floresta antes de chegar às lagoas há uma árvore chamada de adan (阿檀)pelos nativos ou de takonoki (タコの木) pela semelhança de suas raízes com os tentáculos do polvo. O fruto com ar de abacaxi tem um aroma doce e é o prato principal dos grandes caranguejos dos coqueiros. As folhas são usadas para fazer chapéu e as raízes para diversos artesanatos.

A entrada é gratuita. Toque aqui para traçar sua rota.

Sabautsuga サバウツガー(サバ沖井戸)

&nbspIrabu e Shimoji, duas pequenas ilhas cheias de encantos
Sabautuga, um local histórico que merece visita (PM)

A vista de cima é deslumbrante. Mas se pensar que as mulheres desciam e subiam 123 degraus 3 a 4 vezes por dia para buscar água no poço, é dolorido de imaginar. Foi a fonte desse precioso líquido durante mais de 240 anos, até que em 1966 foi inaugurado o sistema de abastecimento urbano. 

Hoje o local é um marco da história da ilha. Merece uma visita.

A visita é gratuita, tem um pequeno estacionamento. Toque aqui para ver onde fica.

As duas ilhas têm muito mais pontos turísticos. Foram apresentados apenas alguns para ter uma ideia do que encontrará por lá. Há locais onde há apenas uma pequena trilha, cuja entrada é quase imperceptível do asfalto. Mas, ao passar pela floresta o que se abre é simplesmente deslumbrante. Que tal dar uma de aventureiro e explorar esses locais?

Para explorar mais o arquipélago da província de Okinawa toque aqui. Encontrará várias matérias.


Vamos comentar?

Outras Notícias

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Produtos Brasileiros no Japão - Mugen Foods
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Empregos no Japão - Good Support!!
Kumon - Estude japonês!