‘Ilha fantasma’ do Japão reabrirá para os visitantes

Publicado em 29 de janeiro de 2019, em Artigos de Turismo

Hashima é um local turístico popular que recebe cerca de 300 mil visitantes anualmente. Ela estava fechada para visitação desde outubro de 2018.

Neste Artigo:
 ‘Ilha fantasma’ do Japão reabrirá para os visitantes
Vista aérea de Hashima (Wikimedia/kntrty)

Hashima, em Nagasaki, também conhecida como “ilha fantasma”, será reaberta para os turistas em 1º de fevereiro após um cais e cercas em uma área de visitação, que haviam sido danificados por um tufão, terem sido restaurados, disse o governo local em 25 de janeiro.

Publicidade

A pequena ilha deserta com uma mina de carvão abandonada e prédio de apartamentos para os mineradores e suas famílias é um dos patrimônios integrantes de um local de Patrimônio Cultural Mundial que representa a industrialização do Japão no fim do século 19 e início do século 20.

Hashima é um local turístico popular que recebe cerca de 300 mil visitantes anualmente. Ela estava fechada para visitação desde outubro de 2018.

 ‘Ilha fantasma’ do Japão reabrirá para os visitantes
Os prédios de apartamento abandonados em Hashima (Wikimedia/Hisagi)

A história da ilha

Em 1890, durante a industrialização do Japão, a Mitsubishi comprou a ilha e começou o projeto de extração de carvão em minas submarinas. No local foi construído o primeiro edifício de concreto de largas proporções do Japão para acomodar a cada vez mais crescente massa de trabalhadores.

A população da ilha alcançou seu ápice em 1959, com 5.259 habitantes. Com a substituição do carvão por petróleo no Japão durante a década de 1960, as minas de extração do mineral começaram a ser fechadas por todo o país, e as de Hashima não foram exceção.

A Mitsubishi anunciou oficialmente o encerramento de suas atividades na ilha em 1974, e o local foi totalmente evacuado, passando a ser conhecido como “Ilha Fantasma”. O acesso à Hashima só foi restabelecido em 22 de abril de 1999.

Em 2008, uma ONG protocolou junto à Unesco um pedido para que a ilha se tornasse Patrimônio Mundial da Humanidade. No ano seguinte, um pequeno trecho de Hashima foi reaberto para visitas turísticas.

Para mais informações sobre tours e preços, toque aqui (em inglês)

Fonte: Kyodo


Vamos comentar?

Outras Notícias

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Produtos Brasileiros no Japão - Mugen Foods
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Empregos no Japão - Good Support!!
Kumon - Estude japonês!