‘Passaportes’ de vacina despertam insegurança no Japão

Publicado em 11 de fevereiro de 2021, em Sociedade

O governo prevê o lançamento de certificados digitais quando começar a vacinar os idosos em abril.

Neste Artigo:
 ‘Passaportes’ de vacina despertam insegurança no Japão
Certiticado de registro de vacinação contra Covid-19 e ampola de vacina (ilustrativa/banco de imagens)

O Japão visa usar seus planejados certificados destinados a vacinados contra coronavírus predominantemente para viagem internacional, preocupado que exigi-los em contexto nacional como eventos e restaurantes poderia levar à discriminação contra aqueles que não receberam a dose.

Publicidade

O governo prevê o lançamento de certificados digitais quando começar a vacinar os idosos em abril.

Uma proposta é usar cupons distribuídos por governos locais para aqueles elegíveis para a vacina. Um código QR no cupom será escaneado no local de vacinação, e um certificado digital será enviado ao smartphone da pessoa.

Os certificados também serão vinculados a uma base de dados gerenciada nacionalmente para registros de vacinação.

“Há um esforço global a fim de sistematizar registros de vacinação para viagem internacional”, disse Taro Kono, ministro responsável pela reforma administrativa, aos legisladores em 5 de fevereiro. “Se não nos adaptarmos, as pessoas no Japão vão ter dificuldades”.

Mas há preocupações de que o novo sistema poderia infringir sobre direitos pessoais.

“Poderíamos ver um problema com discriminação, então precisamos abordar isso cuidadosamente”, disse o Ministro da Saúde Norihisa Tamura em uma reunião de orçamento em 27 de janeiro, quando perguntado se aqueles sem um certificado poderiam ser recusados em restaurantes e locais de eventos.

Uma atualização na legislação do Japão relativa ao coronavírus, que entra em vigor no sábado (13), estipula que governos nacional e municipal devem garantir que ninguém passe por discriminação por causa da pandemia.

Tamura sugeriu que proibir indivíduos que não foram vacinados de entrar em certos espaços ou trabalhar em instalações de cuidados da saúde poderiam violar essa cláusula.

“É improvável que autoridades nacionais peçam para ver o certificado”, disse Kono.

Instituições médicas no Japão já emitem certificados de vacinação para febre amarela e hepatite A, mas eles servem para serem apresentados quando entrar em países que exigem essas vacinas, por exemplo, e não são destinados para uso doméstico.

Tentativas para emitir certificados similares estão em curso no mundo, principalmente em áreas que começaram a vacinar suas populações contra Covid-19.

Fonte: Asia Nikkei


Vamos comentar?

Outras Notícias

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Empregos no Japão