Mais de 19 mil pessoas devolvem espontaneamente benefício: 6,4 bilhões de ienes

Publicado em 7 de dezembro de 2020, em Sociedade

O volume da devolução do benefício destinado aos empreendedores individuais e empresários chegou à casa dos 6 bilhões de ienes. Uma parte confessou fraude.

Neste Artigo:
&nbspMais de 19 mil pessoas devolvem espontaneamente benefício: 6,4 bilhões de ienes
Imagem ilustrativa de caderneta do banco e cédulas de ¥10.000 (Ryukyu Shimpo)

Depois que o governo iniciou a campanha para devolução espontânea do benefício destinado aos empreendedores individuais e empresários, para a continuidade dos seus negócios, chamado de jizokuka kyuufukin (持続化給付金), em uma semana houve um aumento de quase 1,4 bilhão de ienes.

Publicidade

Segundo levantamento feito na Agência da Micro e Pequenas Empresas, até domingo (6) foram 6,437 bilhões de ienes devolvidos. A maioria das pessoas que devolveu disse “fiz a aplicação incorretamente”, enquanto uma pequena parcela admitiu que o fez de forma fraudulenta.

Segundo a agência, até 30 de novembro, foram pagos 5 trilhões de ienes para 3,83 milhões de beneficiários, o dobro do estimado inicialmente. Em contrapartida, até essa mesma data, 8,9 mil pessoas se consultaram para a devolução. Em 3 deste mês, esse número deu um salto, passando a 19,1 mil pessoas.

As pessoas que queiram devolver o benefício já recebido podem entrar em contato com a agência (toque aqui para abrir a página web). Deverão fazer o reembolso no valor integral, para uma conta bancária indicada pela agência. “Mesmo que o solicitante da devolução diga ao call center sobre a fraude, não será denunciado ao órgão investigador”, enfatiza.

Por outro lado, um representante da agência disse que aqueles não qualificados e que não se apresentaram voluntariamente serão investigados exaustivamente. “Para quem o obteve por engano ou agiu de má fé faça o procedimento de devolução o mais rápido possível”, salientou.

O benefício da sustentabilidade para os empresários, pela queda de serviço e/ou trabalho por causa do novo coronavírus, desde os individuais até de médias empresas, tem dois valores: 1 milhão para a firma individual e 2 milhões de ienes para micro, pequeno e médio empresário.

Fontes: Ryukyu Shimpo e Tokyo Shimbun


Vamos comentar?

Outras Notícias

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Empregos no Japão
ISA - Empregos no Japão