Dia Mundial de Combate a AIDS

Publicado em 1 de dezembro de 2020, em Sociedade

Todo ano 1.º de dezembro é a data em que o mundo se une para lembrar da importância da prevenção e da luta contra a AIDS.

Neste Artigo:
&nbspDia Mundial de Combate a AIDS
Laço vermelho, símbolo da campanha de prevenção (Wikimedia)

A diretora executiva da UNAIDS, Winnie Byanyima, deixa uma mensagem para o Dia Mundial de Combate a AIDS, lembrando que este ano de 2020 será único.

Publicidade

“A Covid-19 está ameaçando o progresso que o mundo fez em relação à saúde e desenvolvimento nos últimos 20 anos, incluindo todos os passos dados na luta contra o HIV. Como em todas as pandemias, a enfermidade do coronavírus está ampliando as desigualdades que já existiam”, expressou.

“Amigos e amigas, na resposta à Covid-19, o mundo não pode cometer os mesmos erros que cometeu na resposta ao HIV, quando milhões de pessoas de países em desenvolvimento morreram à espera de tratamento”, destaca.

Segundo ela ainda hoje, mais de 12 milhões de pessoas estão esperando para iniciar seu tratamento com antirretrovirais e 1,7 milhão de pessoas foram infectadas com HIV em 2019 devido à falta de acesso a serviços essenciais.

É por esse motivo que o UNAIDS tem sido um dos principais defensores de uma vacina contra o coronavírus para todas as pessoas.

“Nosso objetivo de acabar com a epidemia de AIDS já estava longe de ser atingida mesmo antes da Covid-19. Temos que colocar as pessoas em primeiro lugar para que voltemos a avançar na resposta à AIDS. Devemos acabar com as injustiças sociais que colocam as pessoas em risco de contrair o HIV. E devemos lutar pelo direito à saúde. Não há desculpa para os governos não investirem plenamente para o acesso universal à saúde.

Mulheres e meninas devem ter seus direitos humanos plenamente respeitados, e a criminalização e marginalização de homens gays, pessoas trans, profissionais do sexo e pessoas que usam drogas deve parar.

À medida que nos despedimos de 2020, o mundo nos alerta que nos encontramos em um lugar perigoso e que os próximos meses não serão fáceis”, enfatiza.

Onde fazer o teste no Japão

Mesmo que não tenha sintoma, se estiver preocupado com o contágio, a recomendação é fazer o teste. Esse é disponibilizado gratuitamente no Japão, nos centros de saúde das prefeituras (保健所, lê-se hokenjo). E tem mais, se preferir que seja com um nome fictício, a identidade é preservada. 

Para o teste é coletada uma pequena quantidade de sangue, de apenas 5ml, por isso, não hesite em fazê-lo. 

Caso queira mais informação pode telefonar para a Japan Foundation for AIDS Prevention: 0120-177-812 ou 03-5259-1815 caso ligue pelo telefone celular. 

Fontes: divulgação


Vamos comentar?

Outras Notícias

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Produtos Brasileiros no Japão