Supercomputador do Japão continua sendo o mais rápido do mundo

Publicado em 24 de novembro de 2020, em Sociedade

O Fugaku executou mais de 442 quadrilhões de cálculos por segundo, cerca de 3 vezes mais rápido do que o sistema Summit dos EUA.

Neste Artigo:
&nbspSupercomputador do Japão continua sendo o mais rápido do mundo
O mais rápido do mundo em termos de velocidade computacional (NHK)

O Fugaku, o supercomputador do Japão, manteve sua posição de topo como o mais rápido do mundo em termos de velocidade computacional em um ranking bianual do projeto TOP500 dos EUA e Europa após conquistar o primeiro lugar em junho, disse seu desenvolvedor, o Instituto Riken, em 17 de novembro.

Publicidade

O supercomputador, que recebeu seu nome em homenagem ao Monte Fuji, também ficou em primeiro lugar em outras três categorias que mediram desempenho em métodos computacionais para uso industrial, aplicações de inteligência artificial e análise de grandes arquivos, tornando o Fugaku o primeiro supercomputador do mundo a dominar quatro categorias por dois rankings consecutivos, disse o instituto estatal.

O Fugaku executou 442 quadrilhões de cálculos por segundo, cerca de três vezes mais rápido do que o sistema Summit desenvolvido pelo Laboratório Nacional Oak Ridge dos EUA.

O computador japonês, que foi desenvolvido com a Fujitsu Ltd na instalação do Riken em Kobe (Hyogo), forma uma fundação chave para simulações poderosas usadas em pesquisa científica e desenvolvimentos de tecnologias industrial e militar.

“Acreditamos que o Fugaku resolverá muitos problemas sociais difíceis”, disse Satoshi Matsuoka, diretor do centro de ciência computacional do instituto.

O supercomputador da Riken-Fujistu foi transportado em maio ao Centro para Ciência Computacional do instituto em Kobe, a mesma localização que abrigava seu predecessor, o supercomputador K que foi desativado no verão passado.

O K foi o primeiro supercomputador do mundo a realizar mais de 10 quadrilhões de cálculos por segundo. Ele foi classificado o número 1 em junho de 2011 e manteve o topo por 1 ano.

Fonte: Asia Nikkei


Vamos comentar?

Outras Notícias

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Produtos Brasileiros no Japão