Japão planeja garantir vacina para toda a população até junho

Publicado em 28 de novembro de 2020, em Sociedade

Tóquio visa garantir vacina suficiente para toda a população do país até o primeiro semestre de 2021.

Neste Artigo:
&nbspJapão planeja garantir vacina para toda a população até junho
Testes de vacinas avançam (ilustrativa/banco de imagens PM)

O Japão busca iniciar a distribuição de vacinas contra Covid-19 até o fim do ano fiscal que se encerra em março de 2021, enquanto testes de várias candidatas avançam.

Publicidade

Um ensaio japonês da uma vacina candidata da Moderna dos EUA deve ter início em breve. A Takeda Pharmaceutical do Japão é responsável por lidar com a aprovação da aplicação no país, assim como as vendas e distribuição.

Tóquio visa garantir vacina suficiente para toda a população do Japão até o primeiro semestre de 2021. Doses da Pfizer, AstraZeneca e Moderna devem ser fornecidas para 145 milhões de pessoas.

“Temos feito preparações para ensaios clínicos nacionais”, disse um representante da Takeda.

Tais testes japoneses de pequena escala não serão suficientes para demonstrar eficácia e segurança por conta própria. A esperança é que ter as vacinas aprovadas para uso em outras economias avançadas vai acelerar o processo no Japão.

O Ministério da Saúde, Trabalho e Bem-Estar do Japão pode usar um sistema de aprovação rápida o qual permite revisão acelerada de medicamentos usados em alguns outros países.

Esse processo foi usado para acelerar aprovação do antiviral remdesivir como tratamento para Covid-19 em maio. Após o medicamento da Gilead Sciences ter recebido autorização de uso de emergência nos EUA, o ministério da saúde japonês deu sinal verde dentro de dias do pedido ter sido apresentado, baseado em dados de ensaio clínico.

De acordo com reportagem do Asia Nikkei, os planos de distribuição da vacina contra Covid-19 do ministério japonês vão priorizar os idosos, aqueles com condições pré-existentes e profissionais da saúde.

Os planos incluem estabelecer um sistema de logística para ter as vacinas em municípios e instituições médicas. O governo planeja obter 3 mil freezers para armazenar a vacina da Pfizer, a qual deve ser mantida a 70 graus Celsius negativos ou menos.

A AstraZeneca está conduzindo testes de vacinas contra coronavírus com até 60 mil pessoas em todo o mundo. A farmacêutica sediada no Reino Unido iniciou um estudo japonês em agosto com aproximadamente 250 participantes com idade igual ou superior a 18 anos, rastreando níveis de anticorpos por cerca de 2 meses após administrar a vacina candidata.

Os ensaios da farmacêutica britânica foram pausados no mundo em setembro após suspeitas de potenciais efeitos colaterais, antes de terem sido retomados do início de outubro. Enquanto a companhia tenha dito recentemente que buscava realizar um teste adicional, planos para um ensaio por sua filial japonesa continuam inalterados.

A Pfizer cadastrou mais de 40 mil participantes em seu ensaio mundial de vacina, e iniciou um estudo separado no Japão no mês passado, recrutando cerca de 160 pessoas com idade igual ou superior a 20 anos. Duas doses da vacina serão aplicadas com um espaço de 3 semanas, e níveis de anticorpos serão medidos um mês depois.

Resultados dos ensaios da AstraZeneca e da Pfizer devem ser coletados entre dezembro e janeiro.

A Pfizer apresentou um pedido de autorização de uso de emergência ao Food and Drug Administration – FDA dos EUA em 20 de novembro, e a distribuição lá deve começar em dezembro.

A Moderna deve fazer um pedido junto ao FDA até o fim de novembro, enquanto a AstraZeneca deve receber aprovação para distribuição em certas partes da Europa até o fim do ano.

Fonte: Asia Nikkei


Vamos comentar?

Outras Notícias

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Produtos Brasileiros no Japão