Empresas japonesas mudam o foco para o Sudeste Asiático enquanto tensão aumenta entre China e EUA

Publicado em 18 de agosto de 2020, em Sociedade

Segundo pesquisa da JETRO, muitas companhias japonesas estão expandindo no Sudeste Asiático, mas estão reduzindo na China.

Neste Artigo:
&nbspEmpresas japonesas mudam o foco para o Sudeste Asiático enquanto tensão aumenta entre China e EUA
Vista da cidade de Bangkok, na Tailândia (banco de imagens PM)

Um crescente número de companhias japonesas está expandindo no Sudeste Asiático, mas estão reduzindo na China enquanto as tensões aumentam entre Pequim e Washington, de acordo com a Japan External Trade Organization – JETRO.

Publicidade

Citando a pesquisa realizada pela JETRO no ano passado, o conselho apoiado pelo governo disse que em um relatório anual de comércio e investimento 41% das companhias estão considerando expandir operações no Vietnã nos próximos três anos, alta de 5.5 pontos em comparação há 1 ano.

O relatório, divulgado em 30 de julho, citou a pesquisa dizendo que 36,3% dos entrevistados tinham dado uma reposta similar para Tailândia, alta 1,5 ponto, enquanto 48,1% disseram que aumentariam os negócios na China, queda de 7,3 pontos.

“Desde 2018, um confronto intenso entre os EUA e a China pressionou o investimento de companhias japonesas na Associação de Nações do Sudeste Asiático – ASEAN”, disse o relatório.

“A lacuna entre a quantidade de investimento (japonês) para a ASEAN e a China expandiu de ¥10,2 bilhões em 2017 para ¥20,4 bilhões em 2019”, disse.

A ASEAN agrupa Brunei, Camboja, Indonésia, Laos, Malásia, Myanmar, Filipinas, Singapura, Tailândia e Vietnã.

Sinalizando ações para a reorganização de redes de fornecimento, uma fabricante de aço em Tóquio disse que havia transferido parte de sua produção da China para a Tailândia e mudado da China para a Tailândia exportações com destino aos EUA.

Uma fabricante de metais não ferrosos na região Shikoku está planejando mudar da China para o Vietnã exportações com destino ao México, de acordo com a pesquisa.

A pesquisa, conduzida em novembro e dezembro, cobriu 9.975 empresas japonesas com forte interesse em negócios no exterior e obteve respostas de 3.562, ou 35,7%.

Enquanto isso, cerca de 80% das companhias que operam no exterior preveem que as vendas neste ano cairão em relação a 2019 devido à demanda em encolhimento causada pela pandemia de coronavírus, de acordo com o relatório na anual.

Na Ásia, 91.4% das companhias japonesas na Índia, 89,4% na Malásia, 88,4% na Tailândia, 85,3% nas Filipinas e 84,4% na Indonésia fizeram tais previsões.

A pandemia reduziu de forma significativa o investimento japonês no mercado asiático.

Nos primeiros cinco meses de 2020, o investimento na Indonésia caiu 75% em relação ao mesmo período no ano anterior, enquanto houve um declínio de 35,5% para a ASEAN como um todo.

Fonte: Japan Times


Vamos comentar?

Outras Notícias

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Produtos Brasileiros no Japão - Mugen Foods
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Kumon - estude japonês por correspondência!
Produtos Brasileiros no Japão