Dados dos gastos das famílias no Japão sinalizam recuperação

Publicado em 7 de agosto de 2020, em Sociedade

Em junho os gastos das famílias caíram 1,2% ante 2019, mas mostraram sinais de recuperação de declínios recordes registrados devido à Covid-19.

Neste Artigo:
&nbspDados dos gastos das famílias no Japão sinalizam recuperação
Pessoas fazendo compras em supermercado na província de Quioto (banco de imagens PM)

Os gastos das famílias no Japão caíram 1,2% em junho em comparação ao ano anterior, queda pelo 9º mês consecutivo, mas mostraram sinais de recuperação de declínios recordes registrados devido à pandemia de coronavírus, mostraram dados do governo nesta sexta-feira (7).

Publicidade

O declínio foi significativamente reduzido comparado aos 16,2% em maio, a queda mais acentuada desde janeiro desde 2001, quando dados comparativos se tornaram disponíveis, e uma diminuição de 11,1% em abril que também foi um registro recorde na época, de acordo com o Ministério de Assuntos Internos e Comunicações.

Gastos em termos reais por famílias de duas ou mais pessoas no mês reportado foi de ‎¥‎273.699 (US$2.600), disse o ministério. O declínio ano a ano começou em outubro de 2019, quando o imposto sobre consumo (shohizei) subiu de 8 para 10 por cento.

Um oficial do ministério disse que o consumo, aparentemente, foi impulsionado pela suspensão do estado de emergência nacional sobre o vírus em 25 de maio, assim como a ajuda de ‎¥‎100.000 do governo por pessoa com início no mesmo mês.

Sob a emergência do vírus, que foi declarada no país inteiro por cerca de 1 mês a partir de meados de abril, o governo pediu às pessoas que evitassem sair de cada e solicitou a alguns estabelecimentos que suspendessem operações, enfraquecendo consumo privado.

Entretanto, o oficial do ministério disse que a propagação do vírus ainda está pesando sobre os gastos das famílias, e pediu monitoramento de perto de qualquer pressão adicional em decorrência do crescente ressurgimento do vírus em todo o país.

Por categoria, gastos com móveis e utensílios domésticos aumentaram um recorde de 27,4%. Aqueles para mesas e sofás mais que dobraram e gastos com aparelhos de ar-condicionado aumentaram 29,6%.

Gastos com aparelhos de televisão e computadores cresceram 83,1% e 18,1%, respectivamente, visto que as pessoas passaram mais tempo em casa devido à pandemia.

Despesas com atividades culturais e recreação, incluindo ingresso para museus e taxas de hotéis, caíram 21,2%, liderando o declínio geral nos mais recentes dados de gastos.

Gastos com pacotes turísticos domésticos e internacionais também continuaram fracos, despencando 90,7%.

O gasto familiar é um indicador chave de consumo privado, que conta por mais da metade do Produto Interno Bruto do Japão.

Fonte: Japan Times


Vamos comentar?

Outras Notícias

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Produtos Brasileiros no Japão - Mugen Foods
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Kumon - estude japonês por correspondência!
Produtos Brasileiros no Japão