Agosto começa com possíveis 2 tufões

Publicado em 1 de agosto de 2020, em Sociedade

É a primeira vez na história da meteorologia do Japão que julho passa sem nenhum tufão. Agosto começa com 2 possibilidades.

Neste Artigo:
&nbspAgosto começa com possíveis 2 tufões
Dois fenônemos em branco e escrita em vermelha, poderão ser os próximos tufões (Yahoo!)

A AMJ-Agência de Meteorologia do Japão informou na manhã de sábado (1.º) sobre os ciclones tropicais formados no dia anterior. 

Publicidade

O mês de julho foi encerrado sem nenhum tufão, quando a média anual é de 3,6, por isso, desde que começaram as estatísticas em 1951 foi a primeira vez com zero.

Em contrapartida, agosto começa logo com dois ciclones tropicais, um no Mar Meridional da China e outro no Oceano Pacífico a leste das Filipinas. E os dois deverão se transformar em tufão, sendo que o primeiro seguirá em sentido ao Vietnã e outro em direção a Okinawa.

Na segunda-feira (3) a ilha e cidade de Ishigaki deverá sentir os efeitos e na noite, por volta das 21h, deverá ficar sob o olho do tufão. Mesmo que seja um considerado compacto, sendo sólido, o clima será pesado para a ilha. Ainda é cedo para prever com exatidão e pode ser que ao invés de Ishigaki seja Miyako a sofrer com a aproximação.

A partir da tarde de domingo (2) o tempo ensolarado em Ishigaki deverá mudar para tempestuoso.

→ Atualização: conforme previsão, às 15h de sábado formou-se um novo tufão, o de número 3, batizado de Sinlaku. É de categoria grande, com 994hPa, e se desloca em sentido à Baía de Tonkin, no Vietnã. Deverá perder a potência no domingo (3), podendo se aproximar de Laos.

Fontes: Yahoo! e Weather News


Vamos comentar?

Outras Notícias

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Produtos Brasileiros no Japão - Mugen Foods
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Kumon - estude japonês por correspondência!
Produtos Brasileiros no Japão