Pelo menos 22 mortos no sul do Japão por causa das fortes chuvas

Publicado em 5 de julho de 2020, em Sociedade

Pessoal da Força Terrestre de Autodefesa foi despachado para a região como parte de esforços de ajuda.

Neste Artigo:
&nbspPelo menos 22 mortos no sul do Japão por causa das fortes chuvas
Cidade de Hitoyoshi, Kumamoto, neste domingo, 5 de julho (ANN)

Houve a confirmação das mortes de 22 pessoas e pelo menos outras18 podem ter perdido a vida na província de Kumamoto, duramente atingida por inundações causadas pelas fortes chuvas, disse o governo, enquanto as operações de resgate continuaram neste domingo (5).

Publicidade

Equipes de resgate tiveram dificuldades para chegar às áreas duramente atingidas ao longo do Rio Kuma, que transbordou em vários lugares, após a chuva torrencial ter atingido a região no início de sábado (4), causando inundação massiva.

Pelo menos 11 pessoas estão desaparecidas, e mais de 2 mil residências em 8 municípios continuaram isoladas na manhã de domingo após inundações e deslizamentos terem bloqueado ruas e destruído construções.

De helicóptero uma área onde as palavras “arroz, água e SOS” podiam ser vistas no solo. Em outros lugares, pessoas foram vistas fazendo sinais com toalhas e pedindo por resgate e suprimentos.

&nbspPelo menos 22 mortos no sul do Japão por causa das fortes chuvas

A Agência de Meteorologia do Japão pediu aos residentes que se mantenham em alerta, visto que a chuva torrencial está prevista em partes do oeste do país até a terça-feira (7).

Das 22 mortes confirmadas, 9 foram na cidade de Hitoyoshi, 9 em Ashikita e 1 em Tsunagi, a maioria na faixa dos 60 e 80 anos.

Outras 16 podem ter morrido no vilarejo de Kuma, incluindo 14 de um asilo perto do rio, o qual passa pela parte central da vila.

Cerca de 50 pessoas foram resgatadas do asilo Senjuen que foi inundado no domingo, disse o governo local. Um dia antes, as 14 pessoas foram encontradas sem os sinais vitais, mas ainda precisam ser oficialmente declaradas como mortas.

Pessoal da Força Terrestre de Autodefesa foi despachado para a região como parte de esforços de ajuda. O primeiro-ministro Shinzo Abe disse que cerca de 10 mil membros serão mobilizados.

Abe disse em uma reunião da gestão de desastres neste domingo que quer que as equipes de resgate façam o máximo para ajudar as pessoas ilhadas e procurem pelos desaparecidos “por toda a noite”.

Uma frente chuvosa começou a causar aguaceiros na região entre o fim de sexta-feira (3) e o início de sábado. A AMJ emitiu uma ordem de evacuação para um total de 203.200 residentes nas províncias de Kumamoto e Kagoshima, onde mais de 100 abrigos foram montados.

Até 350mm de chuva podem cair no período de 48 horas até o fim da tarde de terça-feira na parte sul de Kyushu, incluindo áreas duramente atingidas pela inundação, disse a AMJ.

Cerca de 4.560 casas em Kumamoto continuaram sem energia elétrica na tarde deste domingo, de acordo com a Kyushu Electric Power.

Fonte: Mainichi


Vamos comentar?

Outras Notícias

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Produtos Brasileiros no Japão - Mugen Foods
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Kumon - estude japonês por correspondência!
Produtos Brasileiros no Japão