Okinawa: 136 casos nas bases esfriam comércio e turismo

Publicado em 16 de julho de 2020, em Sociedade

Mais 36 militares americanos testaram positivo em um único dia, na província de Okinawa. Em Yamaguchi quarto caso.

Neste Artigo:
&nbspOkinawa: 136 casos nas bases esfriam comércio e turismo
Camp Hansen, base da marinha (NHK)

Pelo quarto dia consecutivo a província de Okinawa não teve nenhum novo caso de infecção pelo novo coronavírus, continuando com total de 148, na quarta-feira (15). No entanto, nas bases americanas testaram positivo mais 36 militares do Camp Hansen, somando 136 no total. Somente em julho foram 133 novos casos, mostrando clusters de infecção.

Publicidade

Prefeitos do distrito de Kin e dos vilarejos de Onna e Ginoza, vizinhos do Camp Hansen, se reuniram na terça-feira por que os residentes estão preocupados com a situação, já que muitos dos militares frequentaram o comércio e restaurantes, e eles precisam tomar medidas para evitar o contágio.

Balde de água fria na economia de Okinawa

As reservas dos hotéis foram canceladas uma após a outra em hotéis da de Chatan logo após as notícias das infecções nas bases e dos hotéis alugados para os militares. Para a indústria do turismo, que acaba de começar a reabrir para os turistas, foi como se jogasse um balde de água fria.

&nbspOkinawa: 136 casos nas bases esfriam comércio e turismo
American Village, em Chatan, sem o movimento de antes (PM)

Yoshiro Shimoji, presidente do Okinawa Convention & Visitors Bureau, disse “tenho certo otimismo de que todos os testes de PCR na cidade de Chatan foram negativos, mas temos que continuar atentos nas próximas semanas”. Se referiu aos 130 testes PCR aplicados gratuitamente aos funcionários dos estabelecimentos comerciais.  

Comerciantes e população estão ansiosos diante dessa situação porque não sabem se as informações estão sendo todas compartilhadas. Não há clareza quanto às medidas de cada base, por isso, os comerciantes estão tentando se prevenir, redobrando os cuidados para não infectar funcionários e clientes. 

O shopping center Aeon Rycom que estava começando a recuperar seus clientes do arquipélago está sentindo o impacto. Os residentes locais deixaram de ir desde sábado quando as notícias começaram a ser divulgadas. 

Bares, restaurantes e cafés de Chatan tiveram queda drástica de movimento desde o final de semana.

Outros também são afetados, como fornecedores de hortaliças, motoristas de táxi que atendem as bases e outros segmentos. 

Japoneses que trabalham na base estão preocupados

Segundo o Sindicato dos Trabalhadores nas Bases, com sede em Ginowan, são cerca de 6 mil filiados japoneses, os quais não estão recebendo informações nos seus postos, dentro das bases militares norte-americanas. 

Por isso, na quarta-feira, os representantes visitaram a Sucursal do Ministério da Defesa Civil para interferir na solicitação de informações às bases para aos funcionários japoneses. 

Revelação de que há mais um hotel alugado

O Double Tree by Hilton, em Chatan, próximo ao American Village, não era o único hotel fechado exclusivamente para os militares transferidos dos EUA para Okinawa, para ficarem em quarentena. Na terça-feira soube-se que mais um foi alugado pelo mesmo período de julho e agosto. 

&nbspOkinawa: 136 casos nas bases esfriam comércio e turismo
American Village em Chatan, cidade mais afetada pelos clusters de infecção nas bases (PM)

O Exército dos EUA declarou que a partir da semana que vem mudará a operação nos hotéis. Passarão a ser ocupados pelos militares e seus familiares, para ficarem em observação antes do retorno à pátria. 

Os militares estão em período de transferências. 

3 da base de Yamaguchi mentiram

&nbspOkinawa: 136 casos nas bases esfriam comércio e turismo
Base de Yonakuni (NHK)

Na quarta-feira soube-se que um militar norte-americano da base de Iwakuni testou positivo. Ele chegou na segunda-feira (13) no KIX-Aeroporto Internacional de Kansai e se deslocou de carro. Está impedido de sair de sua residência. 

Esse não tem contato com outros 3 – familiares de um militar – que chegaram em Narita na segunda-feira, aos quais foi pedido que não usassem transporte público e mantivessem quarentena de 14 dias. No dia seguinte saiu o resultado positivo para eles. No entanto, soube-se que embora tenham declarado se deslocar de carro alugado, tomaram um avião da ANA para o destino.

Isso virou assunto entre o Ministro da Defesa e o comandante das Forças americanas, Kevin B. Schneider, o qual prometeu investigar. 

Fontes: Ryukyu Shimpo, Okinawa Times, NHK e FNN


Vamos comentar?

Outras Notícias

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Produtos Brasileiros no Japão - Mugen Foods
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Kumon - estude japonês por correspondência!
Produtos Brasileiros no Japão