Afogamentos no feriadão com vítimas fatais

Publicado em 27 de julho de 2020, em Sociedade

Ocorreram vários acidentes com mortes, nas águas, tanto doce quanto salgada, durante o feriado prolongado.

Neste Artigo:
&nbspAfogamentos no feriadão com vítimas fatais
Bombeiros no rio para resgate de um afogado (Kobe Shimbun)

No feriado prolongado que começou na quinta-feira (23) foram registrados diversos acidentes nas águas. 

Publicidade

No Rio Yodo, em Settsu (Osaka), uma testemunha chamou pelo 119 para socorrer mãe e filho, na quinta-feira, por volta das 14h. O menino, estudante do primário, estava se afogando e a mãe tentou salvá-lo. Ele conseguiu se salvar subindo em uma rocha mas a mãe foi levada pela correnteza e os bombeiros fizeram busca mas não foi encontrada.

No mesmo dia, por volta das 17h50, uma pessoa viu uma criança boiando na fonte e chamou pelo socorro. Foi no Parque Takefu Chuo, na cidade de Echizen (Fukui). Os bombeiros resgataram uma criança de 2 anos, a qual morreu 1 hora depois no hospital.

&nbspAfogamentos no feriadão com vítimas fatais
Fonte do parque onde a criança se afogou (Fukui Shimbun)

O menino estava brincando na fonte, diâmetro de 20 metros e 70 centímetros de profundidade. A mãe relatou que foram brincar no parque e a polícia investiga a circunstância do afogamento.

Afogamentos no mar e na cachoeira

Um homem de Suita (Osaka), de 59 anos, estava fazendo snorkeling para observar e fotografar as tartarugas marinhas no mar em Miyako (Okinawa), por volta das 8h58 de sábado (25). 

Seu amigo pediu socorro e, de acordo com a Guarda Costeira de Miyakojima, a vítima usava óculos, snorkel e nadadeiras subaquáticas, mas não vestia colete salva-vidas. Cerca de 1 hora depois morreu no hospital. 

Na tarde do mesmo dia um ginasial derrubou seu chinelo da ponte da marina do Porto de Ginowan (Okinawa), por isso, pulou no mar para recuperá-lo. Como se afogou o amigo se jogou na água para salvá-lo. Esse também se afogou e os dois foram salvos por um terceiro.

Por volta das 11h20 de domingo (26) os bombeiros receberam uma chamada dizendo “o homem entrou na cachoeira e não voltou”, em Arima, Kita-ku, cidade de Kobe (Hyogo).

&nbspAfogamentos no feriadão com vítimas fatais
Cachoeira com bacia de 2 metros de profundidade (Kobe Shimbun)

Ele, de 48 anos, é dono de uma loja que promove trilhas nas montanhas. Estava acompanhando 3 mulheres e uma delas entrou no local raso do rio para se refrescar quando se afogou. Para salvá-la se jogou na água e se perdeu na bacia da cachoeira.

Os bombeiros o resgataram mas morreu cerca de 2 horas depois no hospital. A bacia tem 2 metros de profundidade. 

Fontes: NHK, YTV, Yomiuri, Ryukyu Shimpo, Kobe Shimbun, FNN e MBS


Vamos comentar?

Outras Notícias

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Produtos Brasileiros no Japão - Mugen Foods
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Kumon - estude japonês por correspondência!
Produtos Brasileiros no Japão