Coronavírus: Japão aprova teste PCR mais seguro que usa saliva

Publicado em 2 de junho de 2020, em Sociedade

O teste PCR que usa saliva é bem mais seguro e fácil se comparado ao método atualmente dominante que coleta muco da narina.

Neste Artigo:
&nbspCoronavírus: Japão aprova teste PCR mais seguro que usa saliva
Pesquisador em laboratório (ilustrativa/PM)

O Japão aprovou nesta terça-feira (2) um teste PCR (reação em cadeia da polimerase) de coronavírus que usa saliva, que é bem mais seguro e fácil se comparado ao método atualmente dominante que coleta muco da narina.

Publicidade

O novo método de teste visa aqueles que apresentam sintomas 9 dias após serem infectados e é coberto pelo sistema da saúde pública.

Espera-se que ele represente menos risco de infecção a profissionais da saúde, visto que os pacientes fornecem apenas saliva em um contêiner em instalações médicas.

O método existente usa um tipo de cotonete para coletar muco da narina, o que pode ter uma alta possibilidade de estimular no paciente espirro ou tosse no processo.

Como o atual teste deixa os profissionais da saúde que coletam amostras propensos à infecção em potencial, eles precisam usar vestimenta e óculos de proteção. Isso se tornou um ponto delicado na expansão da escala de testes PCR.

O Japão vem sendo amplamente criticado por não conduzir testes suficientes do vírus se comparado a outros países.

“Tanto a carga sobre os pacientes como sobre as instituições que coletam amostras que precisam proteger seus profissionais de infecções serão aliviados de forma significativa”, disse o ministro da saúde Katsunobu Kato em uma coletiva de imprensa.

O teste estará disponível em departamentos ambulatoriais em hospitais designados e centros de teste PCR. Ele também será usado para pacientes com sintomas de coronavírus e profissionais da saúde para evitar infecção hospitalar.

Houve a preocupação de que a quantidade de vírus poderia ser menor na saliva do que no muco extraído da narina, resultando em menor precisão de seus resultados de teste.

Mas uma pesquisa com amostras de 88 pacientes de coronavírus descobriu que os resultados foram quase todos idênticos entre os dois métodos para aqueles que apresentam sintomas 9 dias após serem infectados.

Fonte: Kyodo News and Culture


Vamos comentar?

Outras Notícias

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Produtos Brasileiros no Japão - Mugen Foods
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Kumon - estude japonês por correspondência!
Produtos Brasileiros no Japão