Coronavírus infectou ao menos 1,5 mil profissionais da saúde no Japão

Publicado em 5 de junho de 2020, em Sociedade

Enfermeiras parecem estar sob risco aumentado porque entram em contato com pacientes durante muitos estágios.

Neste Artigo:
&nbspCoronavírus infectou ao menos 1,5 mil profissionais da saúde no Japão
Médico cuidando de paciente idosa (ilustrativa/PM)

Pelo menos 1.590 profissionais da saúde no Japão, principalmente na área de enfermagem e médicos, foram infectados com o novo coronavírus, de acordo com cálculos do jornal Yomiuri.

Publicidade

Das 816 pessoas cujas categorias ocupacionais foram identificadas, cerca de 60% estavam na área de enfermagem, incluindo registrados e assistentes.

Esses números, novamente, destacam a o alto risco de infecção em instituições médicas e a necessidade de tomar medidas de proteção minuciosas está se tornando uma questão principal.

O número total de pessoas infectadas contabilizadas por governos locais, excluindo aquelas que foram infectadas em navios de cruzeiro e em quarentena de aeroporto, chega a 17 mil. O jornal Yomiuri analisou cerca de 12,8 mil pessoas cujas categorias ocupacionais foram reveladas.

O método de publicar ocupações difere de município para município. Em alguns casos, posições como “médico” e “enfermeiro” são reveladas, enquanto em outras, somente campos gerais como “profissional da saúde” são reveladas.

O jornal Yomiuri compilou números de profissionais da saúde, totalizando 1.590. Casos em que a infecção pode não ter ocorrido em instituições médicas – como casos em que havia possibilidade de infecção dentro da família – foram excluídos.

Dos 816 profissionais da área da saúde com descrições do trabalho, 498 (432 mulheres, 59 homens e 7 não revelados) trabalhavam na área de enfermagem, ou 61%.

Por idade, o maior número de profissionais na área da enfermagem tinha na faixa dos 20 anos, a 144. Enfermeiros parecem estar sob risco aumentado porque entram em contato com pacientes durante muitos estágios, do checkup à liberação.

Além disso, havia 233 médicos e 44 assistentes médicos. Dentistas, farmacêuticos e fisioterapeutas estavam entre os outros profissionais da saúde infectados com o vírus.

O professor da Universidade Juntendo, Satoshi Hori, disse que, “como a doença se espalha para todas as áreas, nem sempre é o caso que somente aqueles que são experientes no tratamento de doenças infecciosas ou hospitais especializados estão engajados em cuidado médico. Governos centrais e locais precisam oferecer suporte extenso em termos de suprimentos e pessoal”.

Fonte: Yomiuri


Vamos comentar?

Outras Notícias

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Produtos Brasileiros no Japão - Mugen Foods
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Kumon - estude japonês por correspondência!
Produtos Brasileiros no Japão