Estado de emergência poderá ser estendido até 31 de maio

Publicado em 3 de maio de 2020, em Sociedade

O governo deve decidir formalmente sobre a extensão na segunda-feira (4). Saiba mais.

Neste Artigo:
&nbspEstado de emergência poderá ser estendido até 31 de maio
Shinzo Abe deve estender estado de emergência até o fim do mês (NHK)

O primeiro-ministro Shinzo Abe está planejando estender o estado de emergência do Japão em cerca de 1 mês até 31 de maio para combater o novo coronavírus, disse um oficial do governo neste domingo (3).

Publicidade

O governo deve decidir formalmente sobre a extensão na segunda-feira (4).

A declaração, originalmente definida para expirar na quarta-feira (6) após um período de 1 mês, levou governos locais a pedirem aos residentes que ficassem em casa o máximo possível e que alguns negócios fechassem a fim de evitar a propagação do vírus.

Contudo, um outro oficial sênior disse que o governo também está planejando permitir a reabertura de parques, museus, bibliotecas e de algumas outras instalações públicas, mesmo em áreas com um número relativamente alto de infecções por coronavírus.

Como parte dos esforços para lidar com a saturação pública devido ao prolongado estado de emergência, o ministro da revitalização econômica Yasutoshi Nishimura disse em uma coletiva de imprensa que o governo permitirá a essas instalações retomarem as atividades se medidas suficientes para evitar a propagação do vírus forem colocadas em curso.

O governo divulgará na segunda-feira um conjunto de diretrizes sobre como retomar as atividades sociais.

A reabertura planejada de instalações públicas será permitida em Tóquio, Osaka, Quioto, Hokkaido, Fukuoka e em 8 outras províncias que o governo sinalizou para intensificação de medidas contra o vírus, de acordo com Nishimura, que é responsável por questões relacionadas ao estado de emergência.

Quando se encontrou com a mídia, Nishimura também disse que o governo está considerando usar o Regional Economy Vitalization Corp. of Japan, um fundo de investimento público-privado, para apoiar financeiramente médias empresas em áreas não urbanas.

“Cerca de ‎¥‎1 trilhão ($9.3 bilhões) foi preparado (pelo fundo) para todo o país. Se necessário, também pensaremos em aumentar essa quantia”, disse Nishimura.

Além disso, ele disse que o governo planeja revelar metas numéricas para quando retirar o estado de emergência.

Na sexta-feira (1º), um painel do governo recomendou que por enquanto pedidos sejam mantidos em vigor para as pessoas ficarem em casa e que alguns negócios fechem, visto que o número de infecções não caiu acentuadamente desde o início da declaração do estado de emergência de Abe em 7 de abril para Tóquio, Osaka e 5 outras províncias.

Em 16 de abril, Abe o expandiu para cobrir o resto do país, pedindo ao público que evitasse espaços fechados, aglomerados e contatos próximos com outras pessoas.

Originalmente, o estado de emergência se encerraria em 6 de maio, o último dia o feriado da Golden Week.

Fonte: Mainichi


Vamos comentar?

Outras Notícias

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Produtos Brasileiros no Japão - Mugen Foods
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Produtos Brasileiros no Japão