Golden Week durante pandemia: drama das ilhas distantes

Publicado em 29 de abril de 2020, em Sociedade

As ilhas com belas paisagens e natureza exuberante pedem unissonamente para não irem visitá-las agora. Algumas cancelaram meios de transporte.

Neste Artigo:
&nbspGolden Week durante pandemia: drama das ilhas distantes
Vista aérea de parte de Ishigaki (PM)

Com temperaturas mais elevadas no feriado de Golden Week é natural que as pessoas queiram viajar. Mas, o Japão, como outros países estão vivenciando a inesperada pandemia causada pelo novo coronavírus. Portanto, não é hora de arrumar as malas e viajar porque se sente cansado do isolamento social. 

Publicidade

Quem o faz coloca a vida de outras pessoas em risco, especialmente das populações das ilhas remotas, cuja estrutura médico-hospitalar não está preparada para atender pacientes com essa infecção. 

Um dos casos mais divulgados é da província de Okinawa. De tanto o governador Denny Tamaki pedir e fazer apelos por causa das 61,7 mil reservas para essas ilhas subtropicais, o MLIT-Ministério da Terra, Infraestrutura e Transporte verificou como está a situação nas companhias aéreas.

Até terça-feira (28) constatou mais de 36 mil cancelamentos. Depois soube-se que caiu para cerca de 15 mil passageiros do arquipélago principal a voar para Okinawa. 

Se assim insistem os turistas, pouco terão para diversão e lazer pois as principais praias e locais de atração estão fechados. Tamaki expôs a situação para seus colegas governadores, na reunião online realizada na quarta-feira (29), dizendo que tomará outras medidas como pedir que os hotéis e pousadas também colaborem com o fechamento das portas, temporariamente. 

&nbspGolden Week durante pandemia: drama das ilhas distantes
Aeroporto de Naha com poucas pessoas na manhã de quarta-feira (OTV)

O prefeito de Ishigaki em parceria com o de Taketomi-cho decidiram suspender temporariamente o uso das embarcações marítimas para que os turistas não tenham acesso a elas. Ishigaki não pode fechar o aeroporto, mas com essa decisão os insistentes turistas não poderão ir para Taketomi, Kuro, Iriomote, Kohama, Hatoma e Hateruma, até 6 de maio. As embarcações só serão liberadas para transporte de emergência e alimentos. 

Caso ocorra uma explosão da infecção como foi em abril o sistema hospitalar em Okinawa pode entrar em colapso. 

Outras ilhas paradisíacas

Amami Oshima (Kagoshima) não é diferente de Okinawa. Recebe 450 mil turistas por ano, mas o que se temia aconteceu. Em 17 deste mês duas pessoas que moram juntas, um homem e uma mulher, testaram positivo. Soube-se que foi contágio de um visitante de Saitama, com quem pescou.

Nessa ilha tem somente 4 leitos, por isso, os locais pedem para os turistas não irem para lá até passar esse período de disseminação. Um guia turístico de 66 anos relatou que vem recusando todos os pedidos e atenderá só depois que estiver seguro.

&nbspGolden Week durante pandemia: drama das ilhas distantes
Ilha de Taketomi (Okinawa Times)

O prefeito das ilhas Goto (Nagasaki) gravou um vídeo e disse que a maior gentileza é não ir para lá a fim de protegê-las.

No Japão há mais de 400 ilhas habitadas, onde moram muitos idosos. Por isso, se os turistas forem visitá-las colocam esses povos em risco. Outras ilhas mais como Reibun (Hokkaido), Sado (Niigata) e todas as demais pedem aos turistas que se abstenham de visitá-las neste momento.

Fontes: Mainichi, Okinawa Times, Asahi, OTV e Ryukyu Shimpo 


Vamos comentar?

Outras Notícias

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Produtos Brasileiros no Japão - Mugen Foods
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Produtos Brasileiros no Japão