Declaração de emergência: governo decidirá dias antes se prolonga ou não

Publicado em 23 de abril de 2020, em Sociedade

Abe fez pronunciamento sobre as duas semanas após declarar estado de emergência e seus efeitos. Reforçou pedido de isolamento social.

Neste Artigo:
&nbspDeclaração de emergência: governo decidirá dias antes se prolonga ou não
Shinzo Abe em coletiva de imprensa na noite de quarta-feira (ANN)

O governo analisará cuidadosamente se estenderá o período da declaração de emergência, atualmente fixado até o dia 6 do próximo mês. Considera o longo período de fechamento temporário, o qual causa grande impacto nas empresas e escolas. Por isso, deverá tomar essa decisão somente dias antes do prazo. 

Publicidade

Na noite de quarta-feira (22) Shinzo Abe, o Primeiro-Ministro, fez um pronunciamento sobre as duas semanas após declarar estado de emergência, baseado na lei.

Seguindo a recomendação do conselho de especialistas passou uma mensagem para o povo. Antes agradeceu pela colaboração da população. Mas disse “são necessários mais esforços para reduzir as oportunidades de contato até 80%”, depois de analisar os dados da movimentação das pessoas, de 60 a 70% nos grandes centros. Pediu “gostaria que revejam o comportamento mais uma vez e peço a cooperação, por favor”.

Abe ainda fez mais pedidos para que possa encerrar este período de declaração de emergência, a fim de conter o aumento da infecção pelo novo coronavírus. Sugeriu que as compras no supermercado sejam feitas com o menor número de pessoas e que o regresso à terra natal seja feito online. Pediu que desta vez use a videoconferência ou chamada com vídeo para falar com os familiares ao invés de viajar até o local, sugerindo evitar sair a todo custo.

Além disso, o ministro da Recuperação Econômica, responsável pela gestão das medidas contra o novo coronavírus, se reuniu com a governadora de Tóquio, Yuriko Koike, na noite de quarta-feira. Discutiram sobre as empresas que não querem atender ao pedido de cooperação para fechamento temporário das atividades. 

Yasutoshi Nishimura, o ministro, disse que deverá divulgar medidas mais fortes em relação a essas empresas já que tem ouvido o mesmo de outros governadores. Deverá apresentá-las na quinta-feira (23).

Fonte: NHK


Vamos comentar?

Outras Notícias

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Produtos Brasileiros no Japão - Mugen Foods
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Produtos Brasileiros no Japão