Menor índice de pacientes com influenza dos últimos 5 anos: influência do coronavírus

Publicado em 24 de março de 2020, em Sociedade

Houve uma queda drástica de pessoas com influenza nesta temporada. O número dessa queda passa de 4 milhões.

Neste Artigo:
&nbspMenor índice de pacientes com influenza dos últimos 5 anos: influência do coronavírus
Mulher medindo temperatura (Pixabay)

Enquanto o novo coronavírus está em expansão, no Japão a epidemia de influenza é menor do que no ano anterior e há previsão de que seja a mais baixa dos últimos 5 anos.

Publicidade

Pelo menos 14 milhões de pessoas amargaram com o vírus da influenza na temporada 2017-2018. Foi o maior número de pacientes dos últimos 5 anos. 

No entanto, na temporada 2019-2020, ainda não encerrada, até segunda-feira (23), foram 7,26 milhões de pacientes. Até o mesmo período do ano passado houve uma queda de 4,3 milhões, já que até o início da primavera já tinham sido registrados 11,56 milhões de casos.

&nbspMenor índice de pacientes com influenza dos últimos 5 anos: influência do coronavírus
Gráfico das últimas 5 temporadas de influenza (Weather News)

Nesta temporada, do começo da epidemia até dezembro, o número nos relatórios foi maior que na temporada passada. No entanto, houve pouca alteração no número de pacientes desde o final do ano até o início do ano, quando o número de pacientes aumenta. E o número de pacientes de 20 a 26 de janeiro foi de apenas um terço do ano passado.

Motivos para a queda

Um possível motivo para essa queda foi o novo coronavírus. Desde que foi identificado o primeiro caso no Japão, em 16 de janeiro, começaram as divulgações para fazer gargarejo, a importância de lavar bem as mãos e uso de máscara.

&nbspMenor índice de pacientes com influenza dos últimos 5 anos: influência do coronavírus
Diferença entre 2019 e 2020, bem abaixo, especialmente na segunda quinzena de janeiro, o pico (Weather News)

Essas medidas comuns à prevenção da influenza e do novo coronavírus podem ter sido a razão para o não aumento de pacientes dessa infecção de inverno, mesmo durante o pico dos dias frios em fevereiro. 

Outra explicação seria o inverno mais aquecido este ano, e também tem relação com a umidade. Quanto menor a umidade absoluta, mais fácil é espalhar. Nesta temporada o índice pluviométrico foi um pouco maior.

Como lavar bem as mãos e a etiqueta da tosse já se tornaram um hábito para a população, com a finalidade de evitar o contágio do coronavírus, a continuidade poderá evitar outros tipos de infecção, como foi com a influenza.

Fonte: Weather News


Vamos comentar?

Outras Notícias

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Produtos Brasileiros no Japão - Mugen Foods
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Kumon - estude japonês por correspondência!
Produtos Brasileiros no Japão