Erupção na ilha Kuchinoerabu pode ser sinal sinistro de grande terremoto

Publicado em 5 de fevereiro de 2020, em Sociedade

Professor universitário explica sobre a erupção e também sobre as calhas Nankai, Ryukyu e Sagami, e por que poderiam causar grande terremoto.

Neste Artigo:
&nbspErupção na ilha Kuchinoerabu pode ser sinal sinistro de grande terremoto
Shindake com fluxo piroclástico captado pela câmera da AMJ (via JNN)

A ocorrência da erupção do Shindake na ilha Kuchinoerabu, em Yakushima-cho (Kagoshima), às 5h31 de segunda-feira (3), com fluxo piroclástico, e grande volume de cinzas, levantou hipótese da ocorrência de um grande terremoto.

Publicidade

A pluma, nessa ocasião, chegou a 7 mil metros de altura, segundo a Agência de Meteorologia do Japão. O Shindake entrou em erupção pela primeira vez em 11 meses. No dia anterior, domingo (2), foram observados 223 tremores vulcânicos, por isso a erupção era vista com cautela. 

O professor da cadeira de Gerenciamento de Riscos de Desastres, Manabu Takahashi, da Universidade Ritsumeikan fez observações sobre isso. 

“O magma que se acumulou nos 11 meses anteriores à erupção foi explodido sob a pressão da placa do Mar das Filipinas. Isso significa que ela está ativa. Essa erupção ocorreu por conta da movimentação da Ryukyu Trough (calha de Okinawa)”, disse.

Apenas a Nankai Trough chama à atenção mas é preciso ficar atento à Ryukyu Trough

Explica que “a placa do Mar das Filipinas se estende da costa sudoeste de Chiba até o país do seu nome. Ela está sob a placa da Eurásia, empurrando-a. A Ryukyu Trough existe na fronteira entre essas duas placas, do oeste de Kyushu ao norte de Taiwan”.

Ele ainda aponta “apenas a Nankai Trough chama à atenção mas é preciso ficar atento à Ryukyu Trough”.

“A Nankai Trough que se estende da Baía Suruga (Shizuoka) até Hyuga Nada (Miyazaki), está localizada na costa do arquipélago japonês e por isso possui muitos locais de observação. Além disso há um arquivo de dados do passado. Por outro lado, a Ryukyu Trough é pouco observada na área das ilhas e não há registros dos documentos antigos. Por causa da falta de dados, está envolta em um véu”, explica.

“No entanto, como mostra a erupção contínua de Kuchierabujima, a Ryukyu Trough está se movendo ativamente. Qualquer uma das três calhas, incluindo a Nankai, a Ryukyu mais a Sagami – localizada na costa sudeste da Península de Boso, a partir da Baía de Sagami –  podem causar tremores. Ou, ainda existe a possibilidade de que esteja se aproximando da ocorrência de um Superterremoto Nankai, pela atividade dessas 3 calhas”, aponta.  

Como o Japão é um país suscetível a terremotos e, consequentemente, tsunami, é importante manter o kit de emergência sempre pronto.

Releia as matérias relacionadas à prevenção.

Fonte: Nikkan Gendai


Vamos comentar?

Outras Notícias

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Produtos Brasileiros no Japão - Mugen Foods
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Kumon - estude japonês por correspondência!