Primeira mulher entra para academia nacional de submarinos do Japão

Publicado em 23 de janeiro de 2020, em Sociedade

A jovem japonesa de 26 anos foi admitida na academia nacional de submarino do Japão na quarta-feira (22).

Neste Artigo:
&nbspPrimeira mulher entra para academia nacional de submarinos do Japão
As forças armadas do Japão como um todo estão tentando expandir o papel das mulheres em seus postos (JNN)

A primeira estudante do sexo feminino foi admitida na academia nacional de submarino do Japão na quarta-feira (22) após o fim de uma proibição no país sobre mulheres a bordo das embarcações para operarem submersas.

Publicidade

Risa Takenouchi de 26 anos entrou para a academia em Hiroshima junto com cerca de 30 homens, após a Força Marítima de Autodefesa do Japão ter derrubado restrições anteriores.

“Espero não colocar muita pressão em mim mesma como a primeira mulher”, disse ela aos repórteres.

“Ao invés disso, espero trabalhar com meus colegas de classe e treinar para me tornar um membro da tripulação de submarino”.

A marinha há muito tempo permitia que somente homens servissem em submarinos, citando a dificuldade de se adaptar a preocupações de privacidade de gênero.

Mas ela mudou as regras no fim de 2018, após avaliar que necessidade de privacidade de gênero específico pode ser atendida sem grande remodelamento submarino, disse um porta-voz da marinha.

“Isso é uma parte de nossos esforços para uso eficiente de recursos humanos”, enfatizou.

&nbspPrimeira mulher entra para academia nacional de submarinos do Japão
Risa Takenouchi de 26 anos (2ª da dir. p/ a esq. na primeira fileira) é a primeira mulher na academia nacional de submarino (JNN)

As forças de combate e defesa do Japão como um todo estão tentando expandir o papel das mulheres em seus postos enquanto as Forças de Autodefesa se esforçam para atrair talento jovem, com a mídia local dizendo que a marinha tinha dificuldade particular em atrair candidatos para servir em submarinos.

O primeiro-ministro Shinzo Abe defende há muito tempo a expansão do papel das mulheres no local de trabalho, mas o país continua em uma posição resistentemente inferior em rankings internacionais de gênero.

Fonte: Japan Times


Vamos comentar?

Outras Notícias

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Produtos Brasileiros no Japão - Mugen Foods
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Kumon - estude japonês por correspondência!