Críticas por causa do aviso de proibição da entrada de clientes chineses

Publicado em 23 de janeiro de 2020, em Sociedade

Alegando querer se defender do coronavírus o proprietário de uma casa de doces japoneses recusa a entrada de clientes chineses. Está sendo duramente criticado.

Neste Artigo:
&nbspCríticas por causa do aviso de proibição da entrada de clientes chineses
Cartaz na porta do estabelecimento comercial (Asahi)

Após o surto de pneumonia causada pelo novo coronavírus na China, uma loja de doces na cidade de Hakone (Kanagawa) colocou um aviso na porta proibindo a entrada de clientes chineses. Está sendo duramente criticada. 

Publicidade

A loja fica em uma área muito visitada pelos turistas estrangeiros, em Yumoto, onde há águas termais. No aviso está escrito em caracteres chineses “proibida a entrada dos chineses” porque “não queremos que o vírus se espalhe”. 

O jornal Asahi entrevistou o proprietário o qual explicou que usou um app de tradução para confeccionar o cartaz. Informou que o colocou por volta de 17 deste mês.

Abriu o jogo e disse “nossa loja foi devastada por clientes chineses mal-educados”. “Queremos nos defender do coronavírus”, explicou. Justificou dizendo “não queremos que entrem aqui”. 

O pequeno cartaz foi fotografado e caiu nas redes sociais. E também, a matéria do jornal Asahi repercutiu.

Enquanto um político japonês desaprovou o ato em comentário no Twitter, dizendo que outras medidas devem ser tomadas, pois essa atitude causa danos à reputação do país, um médico aprova a atitude.

As pessoas da sociedade criticam dizendo que isso é discriminatório, exagerou, entre outros desaprovando a atitude.

Fontes: Asahi e Twitter


Vamos comentar?

Outras Notícias

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Produtos Brasileiros no Japão - Mugen Foods
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Kumon - estude japonês por correspondência!