25 anos depois do Grande Terremoto de Hanshin-Awaji

Publicado em 17 de janeiro de 2020, em Sociedade

Antes do amanhecer familiares das vítimas se reuniram em oração pelo grande terremoto que destruiu Kobe e imediações.

Neste Artigo:
&nbsp25 anos depois do Grande Terremoto de Hanshin-Awaji
Em oração pelas vítimas fatais (NHK)

Às 5h46 de sexta-feira (17) centenas de pessoas – enlutadas e vítimas – uniram as mãos em oração no mesmo horário em que o Grande Terremoto de Hanshin-Awaji destruiu Kobe (Hyogo) e arredores.

Publicidade

No parque de diversões oriental de Sannomiya, Kobe, onde o memorial é realizado, as luzes de velas em lanternas de bambu foram usadas para modelar Kizamu 1.17, traduzida como gravar 17 de janeiro

Depois da oração, com memórias doloridas, as pessoas cantaram em coro a música Amazing Grace relembrando as vítimas e a reconstrução de suas vidas e da cidade. 

&nbsp25 anos depois do Grande Terremoto de Hanshin-Awaji
Kizamu 1.17 em velas com lanternas de bambu, às 5h46 (Kobe Shimbun)

Brasileiros entre os mais de 6 mil mortos

Com epicentro em Awaji (Hyogo) o tremor devastador de magnitude 6,9 e 7,3 na escala Richter durou 20 segundos. Era uma manhã fria quando milhares de residentes de Kobe foram surpreendidos com o forte abalo. 

Foram tiradas 6.434 vidas, entre elas 7 brasileiros. Três pessoas continuam desaparecidas e 43.792 pessoas ficaram feridas. 

O número de edificações destruídas foi de 250 mil e 390 mil parcialmente danificadas. Os danos econômicos foram de 9,6 trilhões de ienes.

Assista ao vídeo produzido pelo Asahi Shimbun, com fotos desse terremoto que destruiu Kobe.

Fontes: Kobe Shimbun e NHK 


Vamos comentar?

Outras Notícias

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Produtos Brasileiros no Japão - Mugen Foods
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Kumon - estude japonês por correspondência!