Mulher assume o comando de destróier Aegis da Força Marítima de Autodefesa

Publicado em 4 de dezembro de 2019, em Sociedade

Pela primeira vez uma mulher assumiu o comando de um destróier Aegis, o qual serve como linha vital de defesa no Mar do Japão contra mísseis norte-coreanos.

Neste Artigo:
&nbspMulher assume o comando de destróier Aegis da Força Marítima de Autodefesa
Otani fala perante os membros da tripulação do destróier (MBS)

Em 2 de dezembro, uma mulher assumiu pela primeira vez o comando de um destróier Aegis da Força Marítima de Autodefesa – MSDF, o qual serve como linha vital de defesa no Mar do Japão contra mísseis norte-coreanos.

Publicidade

A capitã Miho Otani, de 48 anos, assumiu o comando do Myoko, que tem um deslocamento padrão de 7.250 toneladas e tripulação de cerca de 300.

“Vou assumir a responsabilidade não somente pela minha ‘família’, que significa os membros da tripulação, mas também uma grande casa que inclui todos os familiares dos membros da tripulação”, disse Otani falando para a equipe.

“Estou determinada a proteger minha grande família com minha vida como a chefe do navio”.

Uma cerimônia de mudança de comando foi realizada a bordo do Myoko, cujo porto de partida fica na base de Maizuru da MSDF, na província de Quioto. Uma pequena embarcação fez o transporte da nova comandante até o destróier, no qual ela embarcou e foi recebida pelos membros da tripulação.

&nbspMulher assume o comando de destróier Aegis da Força Marítima de Autodefesa
Miho Otani tem 48 anos (MBS)

Após a cerimônia, Otani disse aos repórteres que ao liderar um destróier Aegis, “Sei que não será fácil, mas não tenho preocupações. Quero cumprir minhas obrigações”.

Em termos de mulheres servindo na MSDF, Otani disse: “Acredito que o número de mulheres aumentará a partir de agora, mas não tenho certeza quantas delas podem conseguir. O desafio é como elas podem trabalhar ativamente enquanto fazem o balanço de eventos da vida como casamento e nascimentos dos filhos”.

Experiência

Otani é de Suita (Osaka). Em 1992 ela se matriculou na Academia Nacional de Defesa em Yokosuka (Kanagawa), como a primeira estudante do sexo feminino. Ela serviu como capitã do destróier Shimayuki, que é usado em exercícios, e no comando do navio de escolta Yamagiri.

Destróieres Aegis têm a capacidade de rastrear e interceptar alvos, como aeronaves hostis e mísseis usando sistema de radar de alta capacidade. Atualmente, a MSDF opera seis destróieres Aegis. Além disso, dois outros foram postos recentemente em julho.

Fonte: Asahi


Vamos comentar?

Outras Notícias

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Produtos Brasileiros no Japão - Mugen Foods
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Kumon - estude japonês por correspondência!
Produtos Brasileiros no Japão