Amazon Japan oferecerá opção de deixar encomenda na porta de casa

Publicado em 12 de dezembro de 2019, em Sociedade

O serviço será oferecido em todo o país apesar de preocupações com roubo. Saiba mais.

Neste Artigo:
&nbspAmazon Japan oferecerá opção de deixar encomenda na porta de casa
Caixas de encomendas deixadas na porta de casa (ilustrativa/PM)

Em um país onde o serviço ao cliente é um ponto de orgulho, a Amazon Japan está desafiando o estado atual ao deixar encomendas na porta.

Publicidade

A Amazon está visando oferecer a opção a nível nacional no próximo ano através do serviço postal do Japão, que opera 24 mil estações dos correios no arquipélago.

A empresa vem testando o serviço desde fevereiro em áreas onde ela tem suas próprias redes de entrega, permitindo aos clientes a opção de ter encomendas deixadas na porta de suas casas ou garagens.

Grande parte das encomendas no Japão precisa ser entregue pessoalmente, o que significa que cerca de 20% exigem várias tentativas. Isso se traduz em cerca de 90 mil trabalhadores adicionais ao ano – uma carga pesada em uma nação cambaleando com escassez de mão de obra.

Como parte desse serviço, os entregadores da Japan Post vão tirar fotos dos pacotes de encomendas nos locais que forem entregues. As imagens então serão enviadas aos clientes através de um app ou email.

Se os pacotes forem roubados ou danificados após a entrega, a Amazon emitirá um reembolso ou um item de reposição. A empresa também vai trabalhar para aliviar as preocupações dos clientes sobre os pacotes deixados na porta, como o risco de roubo e a visibilidade das etiquetas de envio.

Em Nova Iorque, por exemplo, constatou-se que 90 mil pacotes desaparecem todos os anos, de acordo com o jornal New York Times.

Para prevenir roubo, as pessoas estão instalando câmeras e caixas de correio maiores que podem acomodar caixas, enquanto a Amazon oferece rastreamento em tempo real para que os recipientes possam estar em casa quando suas encomendas chegarem.

Enquanto encomendas deixadas na porta sejam comuns em mercados como os EUA e China, elas ainda são incomuns no Japão. Em março, a Japan Post se tornou a primeira grande empresa de entregas no país a oferecer a opção.

Entretanto, o serviço está tendo dificuldade em ganhar tração por questões de quem seria responsável em caso de roubo ou danos.

Cerca de 4,3 bilhões de pacotes foram entregues no Japão no ano que terminou em 31 de março, atingindo recordes pelo 4º ano consecutivo enquanto o mercado online cresce.

As reentregas também estão em alta. Dezesseis por cento das entregas feitas pelas três maiores empresas do ramo em abril – a Yamato Transport, a Sagawa Express e a Japan Post – precisaram fazer várias tentativas. O número é ainda mais alto, a 18%, em áreas urbanas.

A Amazon espera convencer a Yamato Transport a entrar a bordo dessa tendência de deixar a encomenda na porta. A unidade da Yamato Holdings vem encorajando os clientes a coletarem suas encomendas em armários de entrega e lojas de conveniência para reduzir as reentregas, mas tais envios contaram somente por 6% do total da companhia.

A proporção de reentrega caiu de 20 para 10 por cento em um experimento de entregas deixadas na porta conduzido pela Japan Post e a Amazon em Hatsukaichi (Hiroshima), em novembro. A opção também seria mais conveniente para os clientes, que não vão mais precisar estar em casa para receber os pacotes.

Fonte: Asia Nikkei


Vamos comentar?

Outras Notícias

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Produtos Brasileiros no Japão - Mugen Foods
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Kumon - estude japonês por correspondência!
Produtos Brasileiros no Japão