Empresa inclui ‘imposto’ a pratos de fritura servidos em seu refeitório

Publicado em 31 de outubro de 2019, em Sociedade

A empresa decidiu “cortar a gordura” após exames médicos em 2017 terem mostrado que pelo menos 45 por cento de seus funcionários tinham altos níveis de LDL, o colesterol “ruim”.

Neste Artigo:
&nbspEmpresa inclui 'imposto' a pratos de fritura servidos em seu refeitório
Um prato de chicken nanban (ilustrativa/banco de imagens PM)

A sede da Yahoo Japan em Tóquio está impondo um “imposto de fritura” em seu refeitório para promover estilos de vida mais saudáveis entre seus funcionários.

Publicidade

Sob o sistema que entrou em vigor no dia 8 de outubro, os preços para refeições que incluem frituras, como tonkatsu (costela de porco empanada e frita) aumentaram, enquanto pratos que vão peixes grelhados ou cozidos custam menos.

A empresa decidiu “cortar a gordura” após exames médicos em 2017 terem mostrado que pelo menos 45 por cento dos funcionários tinham altos níveis de LDL, o colesterol “ruim”.

Cerca de mil funcionários almoçam no refeitório todos os dias e pratos que incluem frituras foram bem mais populares do que o de peixes grelhados ou cozidos.

Em 8 de outubro, o preço do chicken nanban (frango frito com molho tártaro) servido no refeitório da empresa aumentou em 100 ienes, sendo vendido a 691 ienes.

Por outro lado, o peixe cozido cavala no molho de missô com “kenchin-jiru”, sopa de vegetais, custa 543 ienes, redução de 150 ienes.

&nbspEmpresa inclui 'imposto' a pratos de fritura servidos em seu refeitório
No prato de chicken nanban (à esq.) são cobrados 100 ienes de imposto de fritura, já na refeição que vai peixe (à dir.) houve redução de 150 ienes no valor (Asahi)

Até o fim do horário de almoço, todos os 375 pratos de peixe estavam esgotados, ultrapassando as 275 porções de nanban.

“O prato que vai peixe cozido nunca excedeu 200”, disse um funcionário da Yahoo Japan. “Acho que o novo sistema teve um grande efeito”.

Em abril e maio antes do aumento de preço, o número diário de pratos à base de peixe vendidos no refeitório era de aproximadamente 128, comparado a 480 para os que incluíam frituras.

Fonte: Asahi


Vamos comentar?

Outras Notícias

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Produtos Brasileiros no Japão - Mugen Foods
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Empregos no Japão - Good Support!!
Easy Car Ride, carros e financiamentos
UNIP - Faculdade a distância no Japão