Shizuoka e Yamanashi reforçam medidas após acidente fatal no Monte Fuji

Publicado em 9 de setembro de 2019, em Sociedade

As duas províncias realizaram medidas para ajudar a prevenir acidentes causados por queda de rochas no monte após a morte de uma alpinista estrangeira.

Neste Artigo:
&nbspShizuoka e Yamanashi reforçam medidas após acidente fatal no Monte Fuji
Uma russa de 29 anos morreu no Monte Fuji após queda de rochas (ilustrativa/banco de imagens)

Os governos das províncias de Yamanashi e Shizuoka realizaram medidas para ajudar a prevenir acidentes causados por queda de rochas no Monte Fuji após a morte de uma alpinista estrangeira na montanha.

Publicidade

Uma russa de 29 anos, do distrito de Shinagawa em Tóquio, estava caminhando em uma trilha a cerca de 200 metros abaixo do cume com seu marido por volta das 5h de 26 de agosto, quando rochas a atingiram na área do peito e outras partes de corpo, disse a polícia local.

De acordo com a delegacia de Fujiyoshida, na província de Yamanashi, a causa da morte da russa foi ferimento traumático cardiopulmonar, mas ela também sofreu lesão na cabeça porque não usava capacete.

Inspeção realizada pela província de Yamanashi

Em resposta ao acidente, o governo da província de Yamanashi conduziu uma inspeção no local perto do topo do Monte Fuji.

A verificação cobriu uma área rochosa que passou por trabalho de restauração entre junho e julho deste ano após desmoronar durante a passagem de um tufão no outono passado.

Entretanto, como nenhum traço recente queda de rocha ou problemas com uma rede cobrindo a encosta puderam ser encontrados, o governo provincial acredita que as rochas as quais caíram sobre a mulher russa vieram de um lugar diferente.

O governo da província de Yamanashi estendeu uma corda em uma área de aproximadamente 30 metros e pendurou uma placa escrita “não ultrapasse” em frente à pilha de rochas perto do cume para prevenir que as pessoas caminhem sobre elas.

Província de Shizuoka instalou placas com avisos

O governo da província de Shizuoka, enquanto isso, instalou várias placas com avisos relacionados à queda de rochas, pedindo aos alpinistas que usem capacetes ao longo das trilhas de Fujinomiya, Subashiri e Gotenba.

“É perigoso desviar da trilha da montanha porque falta manutenção naquelas áreas e queda de rochas pode ocorrer”, comentou um funcionário da Divisão de Manutenção de Estradas do Governo Provincial de Shizuoka.

Ele pediu às pessoas que escolham lugares apropriados para descansar e evitem ultrapassar outros alpinistas mesmo quando as trilhas estão congestionadas.

Mais procura para aluguel de capacetes após o acidente fatal

De acordo com o governo municipal de Fujiyoshida na província de Yamanashi, aluguéis de capacetes no Centro de Guia de Segurança na sexta estação do Monte Fuji aumentaram após o acidente fatal com a estrangeira.

Até recentemente, o centro tinha um estoque de cerca de 140 capacetes para adultos e 60 para crianças, mas em 30 de agosto o governo municipal o equipou com mais 50.

“Por favor, estejam cientes da possibilidade de queda de rochas quando escalarem o Monte Fuji”, disse um representante da Divisão do Monte Fuji do Governo Municipal de Fujiyoshida.

Fonte: Mainichi


Vamos comentar?

Outras Notícias

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Produtos Brasileiros no Japão - Mugen Foods
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Empregos no Japão - Good Support!!
Kumon - Estude japonês!