Príncipe Charles visitará o Japão

Publicado em 14 de agosto de 2019, em Sociedade

O Príncipe Charles visitará o Japão para participar da entronização do novo imperador, Naruhito, e fortalecer a relação antes do Brexit.

Neste Artigo:
&nbspPríncipe Charles visitará o Japão
Multidão esperando por Charles e Camilla em frente ao Portão Brandenburg, Berlim, Alemanha (ilustrativa/banco de imagens)

O príncipe de Gales, Charles, visitará o Japão para participar da entronização do novo imperador, Naruhito, e fortalecer a relação com o país antes do Brexit (saída do Reino Unido da União Europeia -UE).

Publicidade

A visita oficial do príncipe Charles deve ocorrer entre 22 e 23 de outubro, um pouco mais de uma semana antes da atual data de saída do Reino Unido da UE.

A jornada incluirá um dia de compromissos em Tóquio para celebrar as conexões britânicas-japonesas, disse a Clearence House.

Charles também participará da entronização de Naruhito, uma cerimônia antiga que marca a ascensão de um novo monarca ao trono japonês.

O imperador Naruhito ascendeu ao trono do Crisântemo em 1º de maio após a abdicação de seu pai, Akihito, em 30 de abril.

Em 2016, quando o agora imperador emérito começou a sugerir que ele queria abdicar, a razão dada por ele foi sua saúde “em declínio”.

A coroação do antigo imperador, o primeiro a abdicar no Japão em 200 anos, também teve a presença do príncipe Charles, que viajou a Tóquio para a ocasião em 12 de novembro de 1990.

E, como da outra vez, o príncipe Charles viajará em nome da Rainha Elizabeth, sua mãe.

O príncipe Charles já visitou o Japão quatro vezes, com sua última viagem ao país em 2008.

A viagem ocorre em um momento muito sensível para a relação entre o Japão e o Reino Unido, somente oito dias antes da Brexit ser entregue pelo Gabinete de Boris Johnson.

Johnson prometeu tirar o Reino Unido da União Europeia com ou sem acordo até o fim de outubro.

Entretanto, o Japão tem sido muito franco sobre os perigos de um Brexit sem acordo.

Em abril, o primeiro-ministro japonês Shinzo Abe disse que uma saída do bloco sem acordo deveria ser evitada “de todas as maneiras”, enfatizando que empresas necessitam de “estabilidade legal” e transparência para progredirem.

E em julho, horas antes de Johnson ter sido apontado como novo primeiro-ministro para substituir Theresa May, Abe pediu a ele que evitasse um Brexit sem acordo.

Em uma carta enviada para parabenizar o ex-secretário de relações exteriores por ser eleito como líder do Partido Conservador, Abe disse que esperava que o Reino Unido continuasse a ouvir as vozes do mundo dos negócios, incluindo aquelas de companhias afiliadas ao Japão.

No dia seguinte, o secretário-chefe de gabinete de Abe, Yoshihide Suga, disse: “Estamos acompanhando a situação que rodeia a saída do Reino Unido da União Europeia com grande interesse e pedimos tanto para o Reino Unido quanto à UE que garantam que o impacto negativo, incluindo uma saída sem acordo, sobre as empresas japonesas e economia global seja mantido ao mínimo.

“Nossa opinião sobre a questão continua inalterada e estaremos acompanhando de perto as novas ações do governo”.

Fonte: Mirror


Vamos comentar?

Outras Notícias

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Produtos Brasileiros no Japão - Mugen Foods
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Empregos no Japão - Good Support!!
Kumon - Estude japonês!