Tarifa de táxi no Japão é uma das mais caras no mundo

Publicado em 13 de junho de 2019, em Sociedade e atualizado em 18 de junho de 2019 as 2:47 PM

O conforto dos táxis no Japão vem com um preço. A tarifa é a segunda mais cara no mundo. Saiba mais.

Neste Artigo:
&nbspTarifa de táxi no Japão é uma das mais caras no mundo
A tarifa de táxi no Japão é a segunda mais cara no mundo, mostra pesquisa (ilustrativa/banco de imagens)

Bem vestidos, usando paletós e luvas brancas, motoristas de táxi no Japão transportam residentes locais e turistas a seus destinos em veículos confortáveis, com ar-condicionado e com portas que abrem automaticamente.

Publicidade

Contudo, o conforto vem com um preço. A tarifa de táxi no Japão é a segunda mais cara no mundo.

De acordo com a pesquisa encomendada pelo taxi2airport.com, um site para reserva online de transfers para aeroportos no mundo, e compilada usando euros, uma viagem de 5Km no Japão custa €15.64 (¥1,920), o valor mais alto atrás dos €22.68 da Suíça. A Alemanha ficou em terceiro, a €13.80.

A tarifa de táxi no Egito foi a mais barata, €0.84, seguida pela Índia e Tailândia. A Malásia e o México ficaram com a quinta e sexta tarifas mais baratas, respectivamente, abaixo de €2 para uma viagem de 5Km.

Táxis são um meio de transporte essencial no Japão para turistas estrangeiros que carregam malas ou estão com crianças pequenas, mas também para japoneses com pressa que perdem o último trem da noite.

Plataformas de tecnologia que conectam motoristas parceiros com usuários por meio de um aplicativo para smartphone não tiveram uma incursão significativa na indústria do transporte doméstico.

A Notteco e a Uber oferecem somente serviço limitado.

A Notteco conecta um motorista registrado que quer economizar em custos de combustível com um passageiro de orçamento baixo, enquanto o governo permite que o Uber seja usado em áreas rurais específicas onde não há serviços alternativos de transporte disponíveis.

De acordo com a Federação do Japão de Associações de Contratação de Táxis, o número total de usuários desse transporte caiu em 66 por cento de seu pico em 1970, para cerca de 1,45 bilhão de pessoas em 2016.

Fonte: Japan Times


Vamos comentar?

Outras Notícias

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Produtos Brasileiros no Japão - Mugen Foods
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Empregos no Japão - Good Support!!
Kumon - Estude japonês!