Mais de 130 horas de combate ao incêndio dramático

Publicado em 21 de maio de 2019, em Sociedade

O incêndio que começou no dia 15, no terreno onde se depositam resíduos, em Ibaraki, ainda continua. Bombeiros se empenham.

Neste Artigo:
&nbspMais de 130 horas de combate ao incêndio dramático
Fumaça preta gigantesca e fogo que parecia ser incontrolável (ANN)

O incêndio no terreno onde havia uma montanha de eletrodomésticos e artigos de plástico descartados leva mais de 130 para a sua completa extinção.

Publicidade

No local, na cidade de Joso (Ibaraki), por volta das 18h de segunda-feira (20) ainda havia sinais de fogo.

Foram deslocados bombeiros de toda a província no combate às chamas. No total mais de mil profissionais ajudaram nas atividades. Uma parte ainda continua.

O Corpo de Bombeiros mandou mais de 160 unidades de caminhões além dos 13 helicópteros, tanto de Ibaraki quanto de Tochigi.

Como ainda há foco, as equipes continuam em vigília por 24 horas.

O incêndio começou às 6h do dia 15. Uma fumaça negra gigantesca se levantou além do fogo quase que incontrolável. Escolas tiveram que trancar as janelas das classes e atividades externas foram suspensas.

Prefeitura tinha advertido

&nbspMais de 130 horas de combate ao incêndio dramático
Montanha de resíduos plásticos e descarte de eletrodomésticos (ANN)

Esse local já tinha recebido uma advertência administrativa da prefeitura em agosto do ano passado. O motivo foi porque a montanha de resíduos estava mais alta do que o permitido, comprometendo a segurança. A empresa foi orientada sobre a altura máxima de 5 metros e a prefeitura pediu para apresentar um plano de melhoria.

O regulamento da Lei de Descarte de Resíduos estabelece um limite superior para a altura dos resíduos empilhados com base na dimensão do terreno.  

A empresa de reciclagem apresentou um plano para essa redução e a prefeitura tinha marcado vistoria para 22 deste mês, mas o incêndio ocorreu antes.

Apesar da dimensão do incêndio não gerou vítimas diretas, a não ser 24 crianças da escola que se queixaram de dor de garganta por causa da fumaça e mais 17 tiveram ardor nos olhos.

Fontes: Tokyo Shimbun, Mainichi e ANN


Vamos comentar?

Outras Notícias

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Produtos Brasileiros no Japão - Mugen Foods
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Empregos no Japão - Good Support!!
UNIP Faculdade à distância
Kumon - Estude japonês!