Sobreviventes da bomba atômica, residentes no Brasil, visitam Hiroshima

Publicado em 12 de abril de 2019, em Sociedade

Os representantes da Associação da Paz do Brasil visitaram o governador de Hiroshima para agradecer pelo serviço gratuito de tratamento no hospital.

Neste Artigo:
&nbspSobreviventes da bomba atômica, residentes no Brasil, visitam Hiroshima
Bonkohara, residente no Brasil, e o governador Matsui, à dir. (RCC TV)

A partir deste mês os sobreviventes da bomba atômica de Hiroshima e Nagasaki, que residem no Brasil, não precisam mais pagar pela consulta e despesas hospitalares.

Publicidade

Até então, para fazerem a consulta e exames precisavam pagar, apresentar o recibo na província para serem ressarcidos posteriormente.

O novo serviço está sendo oferecido pelo Enkyo-Beneficência Nipo-brasileira, em São Paulo. Em agradecimento por isso uma comitiva visitou o governador de Hiroshima, em 10 deste mês.

“Nossa pátria continua olhando por nós”

O representante do presidente da associação Kunihiko Bonkohara e a vice Junko Watanabe proferiram palavras de agradecimento.

“Da mesma forma que os sobreviventes da bomba atômica que residem no Japão, podemos ir ao hospital no Brasil receber tratamento. Tornou-se um apoio emocional aos poucos que passaram pelo drama. A nossa pátria continua olhando por nós”, agradeceu o representante.

Ao ouvir o pronunciamento o governador Kazumi Matsui teve que usar o lenço para secar as lágrimas de emoção. “Queria ter feito isso antes”, respondeu.

Fora do Japão, em 31 países, há 3.123 sobreviventes e no Brasil são 90, em terceiro lugar, depois da Coreia do Sul e Estados Unidos.

Fontes: RCC TV e Asahi 


Vamos comentar?

Outras Notícias

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Produtos Brasileiros no Japão - Mugen Foods
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Empregos no Japão - Good Support!!
IKAI - Empregos no Japão!
Banco do Brasil