Lojas de conveniência vão eliminar revistas de conteúdo adulto

Publicado em 23 de janeiro de 2019, em Sociedade

Revistas de conteúdo adulto nas lojas de conveniência do Japão podem em breve se tornar coisa do passado, devido em parte aos grandes eventos de esporte internacionais que o país vai sediar.

Neste Artigo:
&nbspLojas de conveniência vão eliminar revistas de conteúdo adulto
Revistas de conteúdo adulto nas lojas de conveniência do Japão podem em breve se tornar coisa do passado (ilustrativa -Wikimedia/Danny Choo)

Uma abundância de revistas de conteúdo adulto nas lojas de conveniência do Japão pode em breve se tornar coisa do passado, devido em parte aos grandes eventos de esporte internacionais que o país vai sediar.

Publicidade

A Seven-Eleven Japan e a Lawson decidiram interromper as vendas de revistas de conteúdo adulto em todo o país até o fim de agosto para melhorar suas imagens antes da Copa Mundial de Rugby que será realizada neste outono e as Olimpíadas de Tóquio em 2020.

A medida realizada pelas duas maiores redes de lojas de conveniência do país é destinada a evitar uma má impressão ao que deve ser um aumento no número de visitantes do exterior durante os eventos, disseram autoridades, reforçando que também esperam facilitar para mulheres e crianças visitarem as lojas.

Nas lojas da Seven-Eleven, cerca de 2 mil em todo o Japão, as revistas de conteúdo adulto contam por menos de 1% das vendas totais, de acordo com estimativas de especialistas da indústria.

A Lawson deixou de vender tais revistas em suas lojas na província de Okinawa em novembro de 2017. Julgando que a medida ganhou compreensão de clientes e lojas de franquia, a Lawson decidiu expandir a proibição a suas lojas a nível nacional, totalizando 14 mil.

A Minstop, que tem cerca de 2 mil lojas no Japão, deixou de vender revistas de conteúdo adulto, introduzindo a proibição no fim de 2017.

A FamilyMart, uma outra grande rede de lojas de conveniência, deixou de vender as revistas em 2 mil de suas 16 mil lojas no país.

A líder da indústria, a Seven-Eleven, disse que embora as decisões sobre se vender as revistas de conteúdo adulto serão deixadas para a gerência de cada loja de franquia, a sede vai deixar de recomendar suas vendas e já disse ao Tohan Corp, uma grande distribuidora de livros e revistas, sobre a nova diretriz.

Fonte: Mainichi


Vamos comentar?

Outras Notícias

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Produtos Brasileiros no Japão - Mugen Foods
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Empregos no Japão - Good Support!!
Kumon - Estude japonês!