Cem mil pessoas no maior cruzamento do Japão comemoram o Ano Novo

Publicado em 1 de janeiro de 2018, em Sociedade

Contagem regressiva, alegria e zero de acidentes marcaram o início do Ano Novo no maior cruzamento do país, em Shibuya.

Neste Artigo:
&nbspCem mil pessoas no maior cruzamento do Japão comemoram o Ano Novo
Cem mil pessoas no maior cruzamento do Japão se reúne para contagem regressiva (Shibukei)

Um mar de 100 mil pessoas gritou em coro a contagem regressiva para receber o novo ano no maior cruzamento do Japão, em Shibuya, na capital.

Publicidade

O coro acompanhou um grande telão digital preparado especialmente para o evento que já virou tradição. Em frente ao icônico prédio Shibuya 109 foi instalado um palco da Coca-Cola para diversas atrações antes da virada do ano.

Sob o comando de um DJ Police bilíngue e com o tráfego impedido para veículos das 22h30 até 1h, o povo pode se locomover com tranquilidade.

Este foi o primeiro ano que o tráfego de veículos foi sendo regulado a partir das 21h30 até o impedimento às 22h30.

Japoneses e estrangeiros comemoraram juntos a entrada do novo ano no maior cruzamento do país, de forma alegre e pacífica.

Sem nenhum incidente ou acidente, os participantes se espalharam pela capital depois da contagem regressiva.

A única coisa que restou foi o grande volume de lixo apesar das lixeiras instaladas em vários pontos. Jovens voluntários ficaram até o amanhecer limpando a área.  

&nbspCem mil pessoas no maior cruzamento do Japão comemoram o Ano Novo
Mar de cem mil pessoas em Shibuya para receber o Ano Novo (JNN)
Fontes e fotos: JNN e Shibuya Keizai 


Vamos comentar?

Outras Notícias

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Produtos Brasileiros no Japão - Mugen Foods
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Empregos no Japão - Good Support!!
Easy Car Ride, carros e financiamentos
UNIP - Faculdade a distância no Japão