‘Quando tem muita mulher, a reunião demora’, diz diretor do comitê olímpico

Publicado em 4 de fevereiro de 2021, em Política

Comentário do diretor do Comitê Olímpico faz comentário de cunho sexista e recebe diversas críticas de jornais e da população.

Neste Artigo:
 'Quando tem muita mulher, a reunião demora', diz diretor do comitê olímpico
Diretor Mori durante coletiva em 12 de janeiro (Imagem: Nikkan Sports)

Na noite de quarta-feira (3), o Comitê Olímpico Japonês (JOC) realizou uma reunião online de conselho extraordinária onde 51 membros participaram. A reunião teve como tema principal a revisão das normas para a reeleição de executivos, mas também abordou a meta de aumentar para 40% a participação de mulheres na diretoria.

Publicidade

Durante a reunião, que foi aberta para a imprensa, Yoshiro Mori, diretor do Comitê Organizador dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos de Tóquio, disse: “Quando tem muita mulher, as reuniões do conselho ficam longas”.

“É difícil de falar abertamente quando tem a TV aqui”, foram as primeiras palavras de Mori antes de fazer comentários classificados como sexistas. “As mulheres são muito competitivas. Se uma levantar a mão, a outra pensa que tem que falar alguma coisa. E todo mundo acaba falando”, comentou. “Se aumentarmos as mulheres na diretoria, temos que colocar limites no tempo para comentários senão a reunião ficará extensa, foi o que escutei de uma pessoa. Mas não vou dizer quem foi”, completou.

Os comentário de Mori geraram uma grande repercussão na Internet e foi noticiada também em mídias internacionais. A atitude dos outros participantes, que estavam rindo durante os comentários de Mori, também foi criticada.

A política Ren Ho, do Partido Democrático Constitucional do Japão, desaprovou a atitude de Mori e a do comitê. “É com essa mentalidade que as Olímpiadas serão realizadas”, comenta Ren Ho. “Isso é uma vergonha ao lema das Olimpíadas”, completa.

Os jornais americanos Washington Post e New York Times noticiaram o caso. “O Comitê Olímpico de Tóquio já tinha a desaprovação da maioria da população e problemas com superfaturamento das obras. Com o comentário de uma das pessoas no topo, isso gerará uma nova onda de indignação”, escreveu o Washington Post.

O New York Times noticiou que “esta é mais um dos inúmeros escândalos do ex-primeiro-ministro”, e também criticou a atitude dos outros membros que “apenas riam”.

Nas redes sociais, muitas pessoas pedem a renúncia de Mori. Em entrevista para o Mainichi Shimbum nesta quinta-feira (4), o diretor comenta sobre a possibilidade da renúncia. “Tenho que arcar com as consequências. Se muitas pessoas pedirem minha renúncia, terei que deixar o cargo”, disse.

Fonte: Mainichi


Vamos comentar?

Outras Notícias

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Empregos no Japão
Easy Car Ride