Abe renuncia por motivos de saúde

Publicado em 28 de agosto de 2020, em Política

O primeiro-ministro Shinzo Abe esclareceu sobre sua doença e pediu desculpas por renunciar antes do término do mandato, que finalizaria no próximo ano.

Neste Artigo:
&nbspAbe renuncia por motivos de saúde
Coletiva de imprensa às 17h de sexta-feira (JNN)

Na sexta-feira (28), o primeiro-ministro Shinzo Abe reuniu a imprensa às 17h para explicar sobre sua renúncia.

Publicidade

Essa coletiva de imprensa foi realizada após uma reunião extraordinária do Gabinete na residência oficial do Primeiro-Ministro às 16h. Ele teve uma reunião particular com o vice-primeiro-ministro Aso Taro, a qual durou cerca de 30 minutos.

Abe começou agradecendo à população e aos profissionais da saúde no empenho ao combate ao novo coronavírus e apresentou condolências aos familiares que perderam entes queridos devido à infecção.

Disse que até o inverno quer aumentar o número de testes  para evitar as duas infecções da influenza e do novo coronavírus, especialmente entre os idosos. 

Antes de comentar sobre seu quadro clínico, Abe explicou sobre o problema dos mísseis norte-coreanos, que estão abalando a paz mundial.

Sobre sua doença crônica e renúncia

Há 13 anos, a colite ulcerosa crônica o abalou e o forço a renunciar seu primeiro mandato. Sua condição melhorou significativamente com o uso de remédios, o que permitiu voltar ao cargo no segundo mandato. Contudo, em 2019, a doença voltou a se manifestar. “Durante esses quase 8 anos tenho me esforçado diariamente. No entanto, desde junho fui informado da agravação da doença”, disse. 

“Para um político o mais importante é apresentar resultados, por isso me esforcei nesses 7 anos e 8 meses. Entretanto, convivendo com a doença e com o tratamento, não posso me permitir continuar como Primeiro-Ministro. Por isso, informo sobre a renúncia”, explicou. 

Disse que neste último mês refletiu muito e chegou à conclusão que este é o momento para a renúncia, visto que a situação do coronavírus se normalizou até certo ponto. “Ainda faltando um ano, peço desculpas por não dar continuidade. Lamento por não ter conseguido resolver a questão dos sequestros da Coreia do Norte”, disse. Abe agradece à toda a população.

Até que o próximo primeiro-ministro seja eleito, Abe continuará cumprindo o seu dever. “Obrigado por esses quase 8 anos”, finalizou com 14 minutos de pronunciamento.

Para mais detalhes assista ao vídeo transmitido ao vivo.

Fonte: transmissão ao vivo da JNN


Vamos comentar?

Outras Notícias

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Produtos Brasileiros no Japão - Mugen Foods
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Kumon - estude japonês por correspondência!
Produtos Brasileiros no Japão