Brasileiro é o primeiro instrutor estrangeiro do colégio técnico de Hamamatsu

Publicado em 8 de março de 2021, em Comunidade

Por causa da admissão do técnico brasileiro como instrutor a escola está oferecendo um treinamento de 2 meses, em português, para soldador.

Neste Artigo:
&nbspBrasileiro é o primeiro instrutor estrangeiro do colégio técnico de Hamamatsu
Técnico brasileiro ensina usinagem no colégio técnico (Chunichi Shimbun)

O Hamamatsu Techno College, situado em Higashi-ku Koike-cho, da cidade homônima da escola (Shizuoka), tem um instrutor estrangeiro. 

Publicidade

É ドス・サントス・マツオ・ミシェル (Michel Matsuo dos Santos), brasileiro, 43 anos, o primeiro estrangeiro contratado pela instituição. Ensina tanto para os alunos estrangeiros quanto para os japoneses o ofício de usinagem na escola que prepara os alunos para a maquinaria e construção. 

No treinamento de soldagem de chapas de aço inoxidável, ele dá conselhos precisos como “manter a mesma velocidade do movimento das mãos”, lembrando-se sempre dos hábitos e personalidade de cada um dos aprendizes, escreveu o repórter do Chunichi Shimbun.

“Gosto de ensinar. Espero que seja em prol do Japão”, declarou Michel. 

O instrutor brasileiro chegou ao Japão com 18 anos e aprendeu soldagem de peças mecânicas em Osaka, no seu trabalho. 

Melhoria contínua

Em 2003 se mudou para Hamamatsu. “Quando vim ao Japão mal conseguia entender o idioma. Mas aprendi as técnicas por imitação”, relatou. Salientou que cometeu muitos erros e foi melhorando, através do esforço. 

Hoje domina habilidades, por isso não lhe faltam trabalho, recebendo propostas de todo o país. 

O convite para ser instrutor no colégio técnico aconteceu em junho do ano passado. O responsável da escola, Nobuhisa Hasegawa, estava como examinador do exame de avaliação do técnico de soldagem quando viu as habilidades técnicas do brasileiro. 

Treinamento em português para quem quer ser soldador

Havia interessados estrangeiros em ingressar na instituição mas se esbarravam com o problema do idioma, pois o curso de formação de usinagem de metais era todo em japonês. Com a contratação do profissional brasileiro a instituição passou a aceitar alunos estrangeiros, como brasileiros e peruanos. 

E também passou a oferecer um treinamento de fundamentos da usinagem, de 2 meses de duração. As inscrições seguem até 16 deste mês. Mais informações podem ser obtidas pelo telefone 053-462-5602.

Fonte: Chunichi Shimbun


Vamos comentar?

Outras Notícias

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Empregos no Japão
ISA - Empregos no Japão