‘Brasileiros poderão ser privados do trabalho’: sensação de crise

Publicado em 24 de dezembro de 2018, em Comunidade

O dono de uma empreiteira fala sobre a possibilidade de uma crise para os trabalhadores brasileiros diante da vinda dos asiáticos.

Neste Artigo:
 ‘Brasileiros poderão ser privados do trabalho’: sensação de crise
Na mesa, à esq. Hayashi, Hashimoto no meio e à dir. Maeda (Tokyo shimbun)

Com a aprovação da revisão da Lei de Controle de Imigração poderá ocorrer uma crise de empregabilidade dos brasileiros no Japão. É o que aponta Takaharu Hayashi, diretor-presidente da Avance Corporation.

Publicidade

Ele e Hidekichi Hashimoto promoveram um debate em Oizumi (Gunma), no Brazilian Plaza, na primeira quinzena deste mês.

Nessa ocasião Hayashi apontou que “os brasileiros poderão perder emprego”, diante da vinda dos milhares de trabalhadores asiáticos, já com conhecimento do idioma japonês, no próximo ano.

Hashimoto que é presidente da BBG-Brazilian Business Group do Japão, vem realizando encontros entre os empresários brasileiros para discussão de assuntos relacionados à comunidade. E a empregabilidade no ano que vem é um dos temas.

A Avance Corporation iniciou aulas de japonês em São Paulo e também informou que um ex-bancário começou a dar aulas gratuitas em Gunma.

O diretor-presidente expõe sua opinião da importância do conhecimento do idioma para que os atuais trabalhadores continuem garantindo suas vagas e para a coexistência com a sociedade japonesa. Afinal, já têm uma história de quase 30 anos desde os primeiros que vieram em 1990.

Destacou que o ambiente para os trabalhadores brasileiros está ficando severo, como foi o caso dos mais de 2 mil que não tiveram o contrato renovado com as empreiteiras da Sharp de Kameyama (Mie).

Hashimoto se preocupa com a questão do avanço da idade da comunidade, com pessoas acima da faixa dos 50 anos. “É preciso se esforçar para que possam ter apoio no futuro”, avalia.

Em entrevista ele explicou seu ponto de vista “não é que faltará trabalho para os brasileiros. O que poderá ocorrer é a queda no salário pois os colegas asiáticos trabalham por um valor inferior por hora.

Fonte: Tokyo Shimbun 


Vamos comentar?

Outras Notícias

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Produtos Brasileiros no Japão - Mugen Foods
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Empregos no Japão - Good Support!!
IKAI - Empregos no Japão!
Banco do Brasil