Leste Asiático foi atingido por uma outra epidemia de coronavírus há 20 mil anos

Publicado em 28 de junho de 2021, em Notícias do Mundo

Pesquisadores encontraram sinais genéticos relacionados ao coronavírus em 5 diferente populações localizadas na China, Japão e Vietnã.

Neste Artigo:
&nbspLeste Asiático foi atingido por uma outra epidemia de coronavírus há 20 mil anos
Novo estudo mostra que uma outra epidemia de coronavírus ocorreu há 20 mil anos (ilustrativa/banco de imagens)

Ao longo dos últimos 20 anos, as pessoas enfrentaram uma série de surtos causados por coronavírus, incluindo SARS, MERS e Covid-19. Mas os humanos podem ter enfrentado a doença há milênios, sugere novo estudo.

Publicidade

Uma equipe de pesquisadores da Austrália e EUA encontraram evidência de uma epidemia de coronavírus que aconteceu há mais de 20 mil anos no Leste Asiático, de acordo com um estudo publicado no jornal científico Current Biology em 24 de junho.

No estudo, os pesquisadores analisaram genomas de mais de 2,5 mil pessoas de 26 populações diferentes em todo o mundo. Eles apontaram a interação mais inicial do genoma humano com coronavírus, que deixou marcas genéticas no DNA de pessoas nos dias modernos no Leste Asiático.

Os genomas que eles estudaram contêm informação evolucionária sobre humanos apontando para centenas de milhares de anos, disse o autor líder Yassine Souilmi – informação que só aprendemos a decodificar nos anos recentes.

Vírus funcionam ao fazer cópias deles mesmos. Entretanto, eles não têm suas próprias ferramentas para fazer a duplicação. “Então eles realmente dependem de um hospedeiro, e é por isso que eles invadem um hospedeiro e então se apoderam seu maquinário para criar cópias deles mesmos”, disse Souilmi.

O apoderamento de células humanas deixa uma marca que nós podemos observar agora – oferecendo evidência concreta que nossos ancestrais já foram expostos e se adaptaram aos coronavírus.

Nos genomas, pesquisadores encontraram esses sinais genéticos relacionados ao coronavírus em cinco diferente populações localizadas na China, Japão e Vietnã. A epidemia poderia ter se espalhado ainda mais além desses países, acrescentou Souilmi, mas dados não estavam disponíveis em outras partes da região, então não há jeito de saber.

Dessas populações, Souilmi disse que os pesquisadores descobriram que um grupo afetado desenvolveu uma mutação benéfica que ajudou a protegê-las do coronavírus. Aquelas com a mutação tinham “uma ponta” na sobrevivência, disse ele – o que significa que com o tempo, a população era formada por mais pessoas com a mutação do que sem.

O estudo disse que a praga do coronavírus ocorreu separadamente entre diferentes regiões e se espalhou pelo Leste Asiático como uma epidemia.

Entretanto, cientistas não sabem como os antigos conviveram com a epidemia, parcialmente porque não ficou claro se foi algo sazonal como uma gripe, ou contínuo – como a pandemia de Covid-19- que infecta pessoas e continua se espalhando.

Fonte: CNN


Vamos comentar?

Outras Notícias

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Empregos no Japão
ISA - Empregos no Japão
EASY CAR RIDE