Ilhas Maurício agradecem ao Japão, dizendo que governo não é responsável pelo vazamento de óleo

Publicado em 8 de setembro de 2020, em Notícias do Mundo

Premier mauriciano pediu ao Japão que continue a dar suporte para restaurar a economia e natureza da nação na ilha do Oceano Índico após o vazamento.

Neste Artigo:
&nbspIlhas Maurício agradecem ao Japão, dizendo que governo não é responsável pelo vazamento de óleo
Imagem aérea da costa leste das Ilhas Maurício (banco de imagens PM)

O primeiro-ministro das Ilhas Maurício, Pravind Jugnauth, disse na segunda-feira (7) que ele agradece a assistência do governo japonês em relação ao vazamento de óleo de grandes proporções, apesar de não ser responsável pelo acidente, de acordo com o ministro de relações exteriores Toshimitsu Motegi.

Publicidade

Motegi falou com o primeiro-ministro das Ilhas Maurício pela primeira vez desde o vazamento de óleo de um navio japonês em julho.

Jugnauth pediu ao Japão que continue a dar suporte para restaurar a economia e natureza da nação na ilha do Oceano Índico após o vazamento, disse Motegi aos repórteres após a conversa, que foi realizada a pedido do governo japonês.

Dizendo ao primeiro-ministro das Ilhas Maurício que o Japão tem uma visão séria do acidente, Motegi prometeu fornecer assistência a longo prazo à nação no Oceano Índico, incluindo medidas para melhorar a segurança no mar e revitalizar as comunidades pesqueiras locais.

Um documento mauriciano mostra que ele está propondo que o Japão pague um total de 1,34 milhão de rúpias mauricianas, equivalente a cerca de ¥3,6 bilhões (US$34 milhões) para auxiliar a comunidade pesqueira local afetada pelo vazamento.

Separadamente, as Ilhas Maurício devem buscar indenização pelo vazamento da proprietária japonesa do navio, a Nagashiki Shipping Co., e pediu a apresentação de pedidos por aqueles que sustentaram prejuízos ou danos devido à contaminação.

&nbspIlhas Maurício agradecem ao Japão, dizendo que governo não é responsável pelo vazamento de óleo
O navio japonês encalhou perto da costa das Ilhas Maurício em 25 de julho de 2020 (NHK)

O navio Wakashio com bandeira do Panamá, operado pela Mitsui OSK Lines Ltd., encalhou em 25 de julho, e da embarcação vazaram mais de mil toneladas de óleo.

As Ilhas Maurício declararam estado de emergência ambiental em 7 de agosto, citando temores de impacto sobre espécies ameaçadas como aves e tartarugas marinhas.

A pesca ao largo de áreas costeiras impactadas pelo vazamento está atualmente proibida.

Até agora, o Japão enviou três equipes de alívio de desastres para ajudar com a remoção do óleo e avaliar os danos ao meio ambiente.

Fonte: Japan Times


Vamos comentar?

Outras Notícias

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Produtos Brasileiros no Japão - Mugen Foods
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Kumon - estude japonês por correspondência!
Produtos Brasileiros no Japão