Número de mortes por Covid-19 no mundo passa de 700 mil

Publicado em 5 de agosto de 2020, em Notícias do Mundo

Os EUA e a América Latina são os novos epicentros da pandemia e ambos estão enfrentando dificuldades para reduzir a propagação do vírus.

Neste Artigo:
&nbspNúmero de mortes por Covid-19 no mundo passa de 700 mil
EUA, Brasil, Índia e México lideram no número de mortos por Covid-19 (ilustrativa/ banco de imagens PM)

O número global de mortes por Covid-19 passou de 700 mil na quarta-feira (5), de acordo com um cálculo da Reuters, com os EUA, Brasil, Índia e México liderando os aumentos nas fatalidades.

Publicidade

Cerca de 5,9 mil pessoas estão morrendo a cada 24 horas em decorrência da Covid-19, de acordo com dados baseados em dados das duas últimas semanas.

Isso equivale a 247 pessoas por hora, ou uma pessoa a cada 15 segundos.

Os Estados Unidos e a América Latina são os novos epicentros da pandemia e ambos estão enfrentando dificuldades para reduzir a propagação do vírus.

Inicialmente o coronavírus foi mais lento em chegar à América Latina, que é lar para cerca de 640 milhões de pessoas, do que grande parte do mundo. Mas desde então, autoridades enfrentam dificuldades para controlar sua propagação devido à pobreza da região e cidades densamente povoadas.

Mais de 100 milhões de pessoas na América Latina e Caribe vivem em favelas, de acordo com o Programa das Nações Unidas de Assentamento Humano. Muitos têm trabalhos no setor informal com poucos recursos de uma rede de segurança social e continuaram a trabalhar por toda a pandemia.

Os EUA, lar para cerca de 300 milhões de pessoas, também foram devastados pelo vírus, apesar de serem umas das nações mais ricas do mundo.

O principal especialista de doenças infecciosas do governo dos EUA, o Dr. Anthony Fauci, disse na segunda-feira (3) que estados com altos números de coronavírus deveriam reconsiderar a imposição de restrições de lockdown, enfatizando a necessidade de ter casos em uma baixa linha de base antes da temporada de influenza no outono.

Mesmo partes do mundo que pareceram ter conseguido reduzir a propagação do vírus, países recentemente têm registrado números de dois dígitos em novos casos, sinalizando que a batalha está longe de acabar.

Austrália, Japão, Hong Kong, Bolívia, Sudão, Etiópia, Bulgária, Bélgica, Uzbequistão e Israel, todos, recentemente, haviam registrado recordes nos casos.

Fonte: MSN


Vamos comentar?

Outras Notícias

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Produtos Brasileiros no Japão - Mugen Foods
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Kumon - estude japonês por correspondência!
Produtos Brasileiros no Japão