Morre o primeiro cão que testou positivo para coronavírus nos EUA

Publicado em 31 de julho de 2020, em Notícias do Mundo

O pastor-alemão foi o 1º cão a testar positivo para coronavírus nos EUA. Ele morreu em 11 de julho após 3 meses da doença.

Neste Artigo:
&nbspMorre o primeiro cão que testou positivo para coronavírus nos EUA
Um pastor-alemão, a mesma raça de Buddy, primeiro cão que testou positivo nos EUA (banco de imagens PM)

Buddy, um pastor-alemão de 7 anos de Staten Island, Nova Iorque, foi o primeiro cão a testar positivo para coronavírus nos Estados Unidos. Ele morreu em 11 de julho após três meses da doença, de acordo com a National Geographic.

Publicidade

Não está claro se Buddy morreu de complicações em decorrência do coronavírus, o qual provavelmente ele contraiu de seu dono, Robert Mahoney, que testou positivo nesta primavera, ou se faleceu de linfoma.

Dois veterinários que não fizeram parte de seu tratamento, mas que revisaram os registros médicos de Buddy para a National Geographic, disseram que o cão provavelmente tinha câncer.

“Não está claro se o câncer o deixou mais suscetível a contrair o coronavírus, ou se o vírus deixou o cão doente, ou se foi somente um caso de tempo coincidente”, divulgou a revista.

O cão adoeceu em abril e Mahoney suspeitou que ele tinha o vírus, mas não foi até meados de maio que a família finalmente encontrou um veterinário que o testou e confirmou que Buddy estava infectado.

Em 2 de junho, o Departamento de Agricultura dos EUA – USDA confirmou que Buddy foi o primeiro cão a testar positivo para coronavírus no país.

“Amostras do cão foram coletadas após ele apresentar sinais de doença respiratória”, disse a USDA na época. “O cão deve se recuperar completamente”.

Mas não foi o que aconteceu. A saúde do cão continuou a piorar. Em 11 de julho, Allison Mahoney, esposa de Robert, disse à National Geographic que Buddy estava vomitando sangue coagulado.

Nos EUA houve a confirmação de que menos de 25 cães e gatos haviam sido infectados pelo coronavírus, de acordo com a USDA.

Não há exigência de teste obrigatório para animais que vivem em casas com pessoas positivas para Covid-19, então não se sabe quantos pets nos EUA podem estar infectados e se aqueles com condições subjacentes, similares às de humanos, podem estar sob risco.

“O segundo cão a testar positivo nos EUA, na Geórgia, e o sexto na Carolina do Sul, vieram a óbito e suas mortes foram atribuídas a outras condições”, reportou a National Geoghraphic.

O Centro de Controle e Prevenção de Doenças dos EUA oferece orientação para cuidar de um pet com Covid-91, mas não inclui informação sobre testes ou coleta de dados para veterinários, visto que não há o suficiente sobre como o vírus afeta animais de estimação.

Fonte: CNN


Vamos comentar?

Outras Notícias

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Produtos Brasileiros no Japão - Mugen Foods
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Kumon - estude japonês por correspondência!
Produtos Brasileiros no Japão