Pandemia pode colocar mais 120 milhões de crianças na pobreza no sul da Ásia

Publicado em 25 de junho de 2020, em Notícias do Mundo

Enquanto as crianças sejam menos suscetíveis ao vírus em si, elas estão sendo gravemente impactadas pela crise, de acordo com a UNICEF.

Neste Artigo:
&nbspPandemia pode colocar mais 120 milhões de crianças na pobreza no sul da Ásia
Crianças indo para a escola na Bengala Ocidental, Índia, em dezembro de 2019 (ilustrativa/PM)

Um adicional de 120 milhões de crianças no sul da Ásia poderia ser colocado na miséria devido à contínua propagação do coronavírus por toda a região, de acordo com um novo relatório divulgado pela UNICEF – Fundo das Nações Unidas para a Infância.

Publicidade

O sul da Ásia, que é lar para cerca de um quarto da população mundial, tem visto uma rápida aceleração no número de pessoas infectadas com o vírus nas últimas semanas, com o total da Índia aumentando para mais de 440 mil.

O relatório da UNICEF, intitulado “Vidas destruídas: Como a Covid-19 ameaça os futuros de 600 milhões de crianças no sul da Ásia”, cita que enquanto as crianças sejam menos suscetíveis ao vírus em si, elas estão sendo gravemente impactadas pela crise, “incluindo as consequências sociais e econômicas de lockdowns e outras medidas tomadas para conter a pandemia”.

Nos oito países detalhados no relatório, Afeganistão, Paquistão, Índia, Nepal, Butão, Bangladesh, Maldivas e Sri Lanka, cerca de 240 milhões de crianças já vivem em miséria “multidimensional” – em que a experiência de pobreza de uma pessoa inclui vários fatores como saúde debilitada, falta de educação básica, falta de saneamento e escassa qualidade de trabalho.

A pandemia poderia agora colocar um adicional de 120 milhões de crianças na linha da miséria dentro dos próximos seis meses.

“Os efeitos colaterais da pandemia por todo o sul da Ásia, incluindo lockdowns e outras medidas, têm sido prejudiciais para as crianças de várias maneiras”, disse Jean Gough, diretor regional da UNICEF para o sul da Ásia.

“Mas o impacto de termo mais longo da crise econômica sobre as crianças será em uma escala inteiramente diferente. Sem ação urgente agora, a Covid-19 poderia destruir as esperanças e futuros de uma geração toda”.

Dificuldades sociais

A UNICEF citou sete surtos de sarampo ou 250 casos no Nepal durante seu lockdown e uma queda de 55% no número de vacinas de rotina a crianças em Bangladesh em abril, se comparado a fevereiro.

De acordo com o relatório, imunização, nutrição e serviços vitais de saúde vêm sendo severamente interrompidos, ameaçando potencialmente as vidas de crianças e mães. E com o fechamento de escolas, o relatório estima que mais de 430 milhões de crianças foram excluídas de suas classes.

Em muitos casos, o ensino remoto tomou o lugar das aulas normais, mas a disponibilidade de conexão à internet ou eletricidade em áreas rurais limitaram o acesso em muitos lugares.

O fechamento de escolas também levou ao encerramento de alimentação escolar e programas de nutrição. E em alguns países como Índia e Nepal, centenas de escolas foram convertidas em centros de quarentena provisórios.

Mudanças são necessárias

Como a pandemia está expandindo rapidamente nessa região, perdas de emprego em grande escala e cortes salariais atingiram famílias e trabalhadores. Enquanto a UNICEF disse que alguns países responderam ao expandir existentes programas de seguridade social ou ao introduzir novos programas de emergência, isso não foi longe o bastante.

“O atual nível de respostas fiscais vem sendo inadequado, e alguns países não ofereceram quase nada”, disse o relatório.

Uma solução possível sugerida pela UNICEF é um pacote universal de benefício para crianças que garantiria que a vasta maioria das famílias no sul da Ásia possam ter acesso a um nível mínimo de suporte ao rendimento.

“Colocar tais medidas em curso agora ajudará os países do sul da Ásia transitarem mais rápido da crise humanitária causada pela Covid-19 para um modelo de desenvolvimento flexível e sustentável, com benefícios de longo termo ao bem-estar infantil,  economia e coesão social”, disse Gough.

Fonte: CNN


Vamos comentar?

Outras Notícias

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Produtos Brasileiros no Japão - Mugen Foods
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Kumon - estude japonês por correspondência!
Produtos Brasileiros no Japão