OMS: propagação do coronavírus por assintomáticos é ‘muito rara’

Publicado em 9 de junho de 2020, em Notícias do Mundo

Entretanto, especialistas de saúde pública dizem que a realidade é mais complicada.

Neste Artigo:
&nbspOMS: propagação do coronavírus por assintomáticos é ‘muito rara’
Pessoas de máscara em plataforma de trem (ilustrativa/PM)

A Organização Mundial da Saúde – OMS disse na segunda-feira (8) que parece “muito raro” para uma pessoa assintomática com coronavírus transmitir para uma outra, uma potencial ponta de boa notícia na luta contra o vírus.

Publicidade

“A partir dos dados que temos, ainda parece raro que uma pessoa assintomática realmente transmita adiante para um indivíduo secundário”, disse Maria Van Kerkhove, líder técnica da OMS para Covid-19, quando questionada sobre o assunto em uma coletiva de imprensa.

Ela citou que a resposta não é definitiva. “Estamos constantemente olhando esses dados, e estamos tentando obter mais informação de países para responder verdadeiramente essa questão”, disse ela. “Ainda parece ser raro que um indivíduo assintomático realmente transmita adiante”.

Van Kerkhove disse que a OMS tem informação reportada por países que não foi publicada em estudos, descobrindo que contato detalhado de rastreamento não encontrou propagação significante de pessoas assintomáticas.

&nbspOMS: propagação do coronavírus por assintomáticos é ‘muito rara’
Maria Van Kerkhove em coletiva sobre Covid-19 em 8 de junho de 2020 (YouTube- WHO)

“Temos vários relatos de países que estão realizando rastreamento detalhado de contato. Eles estão acompanhando casos assintomáticos, eles estão acompanhando contatos, e eles não estão encontrando transmissão secundária adiante”, disse Van Kerkhove. “É muito rara. Muito disso não é publicado na literatura”.

Entretanto, Ashish Jha, diretor do Instituto de Saúde Global de Harvard, manifestou certo ceticismo com a afirmação da OMS e disse que pensa que transmissão assintomática é, de fato, uma importante fonte de propagação e que alguns modelos mostram que 40 a 60 por cento de transmissão é de pessoas sem sintomas.

Jha disse que é possível que a OMS esteja fazendo uma distinção entre propagação assintomática e pré-sintomática, quando alguém eventualmente desenvolve sintomas mas espalha o vírus antes disso.

Se realmente for verdade que propagação assintomática é muito rara, seria mais fácil conter a transmissão porque haveria menos preocupação sobre as pessoas espalhando o vírus involuntariamente enquanto prosseguem suas vidas sem quaisquer sintomas.

Van Kerkhove disse que o foco deveria ser em rastrear os casos sintomáticos.

“Se realmente acompanhássemos todos esses casos sintomáticos, isolássemos esses casos, seguíssemos os contatos e colocássemos em quarentena esses contatos, reduziríamos drasticamente a transmissão”, disse ela.

Fonte: The Hill


Vamos comentar?

Outras Notícias

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Produtos Brasileiros no Japão - Mugen Foods
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Kumon - estude japonês por correspondência!
Produtos Brasileiros no Japão