OMS alerta para ‘segundo pico’ em áreas onde casos de Covid-19 estão diminuindo

Publicado em 26 de maio de 2020, em Notícias do Mundo

Nações onde infecções por Covid-19 estão diminuindo ainda podem sofrer um “segundo pico imediato” se abrandarem muito rápido as medidas para deter o surto.

Neste Artigo:
&nbspOMS alerta para ‘segundo pico’ em áreas onde casos de Covid-19 estão diminuindo
Japão foi elogiado pela OMS por conseguir conter o vírus. O país inteiro saiu do estado de emergência em 25 de maio de 2020 (PM)

Países onde infecções por coronavírus estão diminuindo ainda podem sofrer um “segundo pico imediato” se abrandarem muito rápido as medidas para deter o surto, disse a Organização Mundial da Saúde – OMS na segunda-feira (25).

Publicidade

O mundo ainda está no meio da primeira onda do surto de coronavírus, disse o chefe de emergências da OMS, Mike Ryan, em uma coletiva online, citando que enquanto casos estão diminuindo em muitos países, eles ainda estão aumentando nas América do Sul e Central, Sul da Ásia e África.

Ryan disse que uma epidemia geralmente vem em ondas, o que significa que surtos poderiam voltar no fim deste ano em lugares onde a primeira onda atenuou. Havia também uma chance de que as taxas de infecção pudessem aumentar novamente mais rápido se medidas para deter a primeira onda fossem suspensas muito cedo.

“Quando falamos sobre uma segunda onda classicamente o que geralmente queremos dizer é que haverá uma primeira onda da doença em si, e então ela se repete meses depois. E isso pode ser uma realidade para muitos países em vários meses”, disse Ryan.

Ele disse que países na Europa e América do Norte deveriam “continuar a colocar em vigor medidas de saúde pública e sociais, medidas de vigilância, medidas de testes e estratégia compreensiva para garantir que continuemos no caminho descendente e que não tenhamos um segundo pico imediato”.

Muitos países europeus e estados nos EUA tomaram medidas nas últimas semanas para suspender medidas de lockdown que reduziram a propagação da doença, mas causou danos severos às economias.

Fonte: Channel News Asia, Agência Reuters


Vamos comentar?

Outras Notícias

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Produtos Brasileiros no Japão - Mugen Foods
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Kumon - estude japonês por correspondência!
Produtos Brasileiros no Japão