Japão e União Europeia concordam em trabalhar juntos para deter a pandemia de Covid-19

Publicado em 27 de maio de 2020, em Notícias do Mundo

Os líderes do Japão e da UE enfatizaram a necessidade de colaboração global para desenvolver medicamentos e vacinas, e torná-los disponíveis a todos.

Neste Artigo:
&nbspJapão e União Europeia concordam em trabalhar juntos para deter a pandemia de Covid-19
Bandeiras do Japão e da União Europeia (PM)

O Japão e a União Europeia- UE concordaram na terça-feira (26) em trabalhar juntos para deter a pandemia global do novo coronavírus e desenvolver medicamentos para tratamentos e vacinas.

Publicidade

Na primeira reunião online, o primeiro-ministro do Japão Shinzo Abe, o presidente do Conselho Europeu Charles Michael e a presidente da Comissão Europeia Ursula Von der Leyen disseram que não estão poupando esforços para deter a pandemia, mas uma abordagem multipartidária eficaz é crucial no combate ao vírus.

Os líderes também concordaram que uma investigação independente sobre como a Organização Mundial da Saúde – OMS respondeu ao surto do coronavírus é necessária, pedindo por melhorias na resposta global ao futuro da pandemia através do conselho sediado em Genebra e outras entidades, disse um oficial sênior do governo japonês.

Os líderes reconheceram que “solidariedade global, cooperação e multilateralismo eficaz são exigidos mais do que nunca para vencer o vírus, assim como garantir recuperação econômica”, disseram eles em uma declaração conjunta divulgada após a conferência.

Eles enfatizaram a necessidade de colaboração global para desenvolver medicamentos vacinas, e torná-los disponíveis e acessíveis a todos, dizendo que uma futura vacina contra Covid-19 deveria ser um “bem comum global”.

Alguns países começam a realaxar suas restrições

A pandemia infectou mais de 5,5 milhões de pessoas e causou a morte de mais de 340 mil em todo o globo, de acordo com a OMS.

Após semanas de lockdowns rígidos, França, Itália e Espanha – principais membros da UE afetados pelo vírus – começaram a relaxar suas restrições.

O Japão, que havia pedido às pessoas que ficassem em casa e a alguns negócios que fechassem voluntariamente, suspendeu completamente seu estado de emergência na segunda-feira (25), visto que a propagação de infecções havia diminuído suficientemente.

O surto viral enfraqueceu a economia global com restrições de viagens impostas e redes de fornecimentos interrompidas.

Na reunião em vídeo na terça-feira, os líderes receberam bem a adoção na semana passada durante a assembleia da OMS de uma resolução pedindo por uma investigação independente da resposta da organização sobre o coronavírus e identificação da fonte do vírus.

A OMS se tornou alvo de críticas do presidente dos EUA Donald Trump, que a acusou de ser centrada na China no combate à crise.

Na semana passada, Trump até ameaçou deixar a OMS a menos de ela se comprometa com grandes reformas dentro dos próximos 30 dias.

Fortalecimento das relações entre Japão e UE

O Japão e a UE vêm fortalecendo suas relações nos últimos anos, com um acordo de livre comércio que entrou em vigor em 2019.

Seus líderes estão empenhados com a parceria estratégica Japão-União Europeia, a qual representará “um papel importante” na recuperação dos efeitos da Covid-19, disse a declaração conjunta.

Fonte: Mainichi


Vamos comentar?

Outras Notícias

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Produtos Brasileiros no Japão - Mugen Foods
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Kumon - estude japonês por correspondência!
Produtos Brasileiros no Japão