‘Dedos de Covid’, os mais recentes raros sinais possíveis do vírus

Publicado em 19 de maio de 2020, em Notícias do Mundo

Informalmente chamados de 'dedos de Covid', são inchaços vermelhos, doloridos e às vezes que causam coceira parecidos com frieiras.

Neste Artigo:
 ‘Dedos de Covid’, os mais recentes raros sinais possíveis do vírus
(Imagem ilustrativa/PM)

Dermatologistas, repentinamente, começaram a dar mais atenção aos dedos dos pés – seja por fotos enviadas por email ou vídeos – visto que essa preocupação cresce para algumas pessoas, um sinal de que a Covid-19 pode aparecer em um local incomum.

Publicidade

A dermatologista de Boston, nos EUA, Esther Freeman, esperava receber queixas em relação à pele enquanto a pandemia se desdobrava – vários tipos de erupções cutâneas ocorrem quando as pessoas ficam muito doentes decorrentes de outros vírus.

“Mas eu não estava antecipando que essas seriam nos dedos dos pés”, disse Freeman do Hospital Geral de Massachusetts, que viu através de telemedicina mais dedos dos pés nas últimas várias semanas do que em sua carreira toda.

“Eles estão sendo chamados de “Covid toes” (dedos de Covid), inchaços vermelhos, doloridos e às vezes que causam coceira e parecem frieiras, algo que os médicos normalmente veem nos pés e mãos de pessoas que passaram longo tempo ao ar livre no frio.

Não corram para a emergência se os dedos dos pés são a única preocupação, disse a Academia Americana de Dermatologia.

 ‘Dedos de Covid’, os mais recentes raros sinais possíveis do vírus
A imagem de 3 de abril de 2020 da Universidade Northwestern mostra descoloração nos dedos dos pés de um paciente adolescente no início de uma condição informalmente conhecida como “Dedos de Covid” (Mainichi via AP)

No início deste mês, a academia emitiu alerta que uma consulta via telemedicina é o primeiro passo para as pessoas que têm dúvidas se estão com dedos de Covid e que não têm outra razão para cuidado urgente. Médicos então devem decidir se o paciente deve ficar em casa em isolamento ou ser submetido a teste.

Os sintomas mais comuns de coronavírus são febre, tosse seca e falta de ar – e algumas pessoas são contagiosas apesar de nunca terem vivenciado sintomas. Mas como esse vírus confuso continua a se espalhar, sintomas menos comuns estão sendo relatados incluindo perda de olfato, vômito e diarreia, e cada vez mais, uma variedade de problemas na pele.

Em um relatório, dermatologistas avaliaram 88 pacientes de Covid-19 em um hospital italiano e descobriram que 1 em cada 5 tinha algum tipo de sintoma na pele, a maioria erupções cutâneas no tronco. Em um outro, médicos espanhóis reportaram 375 pacientes infectados com várias queixas em relação à pele, de urticárias a lesões parecidas com catapora a inchaço dos dedos dos pés.

Fotos de dedos dos pés avermelhados e erupções cutâneas em toda a mídia social e grupos de chats de médicos “já possibilitaram o rápido reconhecimento de sinais de pele pelos dermatologistas. Agora é hora para ciência rigorosa” a fim de compreender a ligação, escreveu a Dra. Kanade Shinkai da Universidade da Califórnia, São Francisco, nos EUA, em um recente editorial da revista médica JAMA Dermatology.

Freeman de Boston dirige um registro internacional de Covid-19 para médicos reportarem casos de sintomas de pele possivelmente ligados ao vírus. De 500 relatos desde o fim de março, cerca da metade são locais com frieiras nos pés, disse ela.

Frieiras, que os médicos chamam de “pernio” são reações inflamatórias. Quando reações parecidas com pernio aparecem em pacientes infectados por coronavírus é um dos muitos mistérios. Para algumas pessoas, é a primeira vez ou mesmo o único sintoma que elas notam. Outras veem o problema nos dedos dos pés ao mesmo tempo ou mesmo poucas semanas após vivenciarem sintomas mais comuns e graves da Covid-19.

Está aparecendo em jovens também, de acordo com a Dra. Amy Paller da Universidade Northwestern, que faz parte de um registro de dermatologia pediátrica que também está coletando imagens de dedos dos pés de pacientes.

Dentre as teorias: é somente inflamação desencadeada por uma infecção ao invés do frio? É o vírus causando irritação na linha de vasos sanguíneos na pele, ou talvez causando coágulos sanguíneos microscópicos?

“A mensagem de saúde pública é não entre em pânico”, disse Freeman, citando que a maioria dos pacientes que ela viu não ficou severamente doente.

Eles são contagiosos? “Não podemos dizer ao simplesmente olhar para seus dedos”, disse ela. Outras condições médicas, como lúpus, podem causar pontos similares – uma outra razão que os médicos devem discutir para a saúde geral de cada paciente e próximos passos para teste ou outro cuidado necessário.

Fonte: Mainichi


Vamos comentar?

Outras Notícias

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Produtos Brasileiros no Japão - Mugen Foods
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Kumon - estude japonês por correspondência!
Produtos Brasileiros no Japão