Covid-19 pode acabar com 195 milhões de empregos, diz agência das Nações Unidas

Publicado em 8 de abril de 2020, em Notícias do Mundo

Em novo relatório, a estimativa é que mais de 30 milhões de empregos foram perdidos no primeiro trimestre de 2020.

Neste Artigo:
&nbspCovid-19 pode acabar com 195 milhões de empregos, diz agência das Nações Unidas
Setor hoteleiro será um dos mais afetados por perdas de empregos (PM)

A pandemia de coronavírus já está empurrando a economia global para a recessão, com empregos perdidos já erodindo em vários setores e a Organização Internacional do Trabalho (OIT) das Nações Unidas disse que isso vai piorar no mundo todo.

Publicidade

Na terça-feira (7), a OIT disse que o coronavírus deve dizimar horas de trabalho globais em cerca de 7% nos próximos meses – uma queda dramática equivalente a 195 milhões de empregos a tempo integral no mundo.

“Trabalhadores e empresas estão enfrentando catástrofe, tanto nas economias em desenvolvimento como nas desenvolvidas”, disse o diretor-geral da OIT, Guy Ryder.

A OIT também disse que 4 entre 5 pessoas na mão de obra global de 3,3 bilhões estão atualmente sofrendo impactos de fechamentos de locais de trabalho.

Há 3 semanas, a OIT inicialmente previu perda de trabalho global a um total de 25 milhões no fim de 2020.

Agora ela está alertando que o número final poderia ser substancialmente maior do que a projeção original. No novo relatório, Ryder estimou que mais de 30 milhões de empregos foram perdidos no primeiro trimestre de 2020.

Ele também disse que certos setores sofrerão a parte mais pesada do colapso – variando do varejista, imobiliário, manufatura, hoteleiro e indústrias de alimentos. A OIT também estimou que 1,25 bilhão de trabalhadores – ou 38% da força de trabalho global total – estão empregados nesses setores.

Ryder apontou que a maior preocupação ainda fica nos países em desenvolvimento.

“Se um país falhar, então todos nós falhamos”, disse Ryder. “Devemos encontrar soluções que ajudem todos os segmentos em nossa sociedade global, particularmente aqueles que são mais vulneráveis ou menos capazes de se ajudarem”.

Fonte: Business Insider


Vamos comentar?

Outras Notícias

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Produtos Brasileiros no Japão - Mugen Foods
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Kumon - estude japonês por correspondência!