Covid-19: hidroxicloroquina pode aumentar o risco de morte

Publicado em 22 de abril de 2020, em Notícias do Mundo e atualizado em 23 de abril de 2020 as 5:04 PM

Atualmente não há tratamentos ou vacinas aprovadas especificamente para o novo coronavírus.

Neste Artigo:
&nbspCovid-19: hidroxicloroquina pode aumentar o risco de morte
Uma caixa de comprimidos de hidroxicloroquina (ilustrativa/PM)

Um antigo medicamento para malária, promovido pelo presidente Donald Trump como um “divisor de águas” na luta contra o coronavírus, não ofereceu nenhum benefício e potencialmente elevou o risco de morte para pacientes em hospitais veteranos nos EUA, de acordo com uma análise que foi apresentada para revisão de especialistas.

Publicidade

Atualmente não há tratamentos ou vacinas aprovadas especificamente para o novo coronavírus.

Mas o hidroxicloroquina de décadas vem sendo amplamente usado em uma tentativa de alterar o curso da doença respiratória Covid-19 baseado em relatos anedóticos de que ele pode oferecer algum benefício.

Uma análise de dados da Veterans Health Administration descobriu que 28% de 97 pacientes que receberam hidroxicloroquina juntamente com cuidado padrão, morreram, comparado com uma taxa de morte de 11% para os 158 pacientes que não receberam o medicamento. A taxa de morte foi de 22% para 113 pacientes que receberam hidroxicloroquina mais o antibiótico azitromicina.

A pesquisa, que ainda não foi aceita para publicação em um jornal médico, não é resultado de um ensaio clínico. Ela analisou registros médicos de 368 homens hospitalizados com infecções por Covid-19 confirmadas em centros de Assuntos Veteranos que morreram ou receberam alta de hospitais até 11 de abril, de acordo com documento postado online por pesquisadores.

A grande ameaça representada pelo novo coronavírus encorajou o compartilhamento de “preprints” – a prática de pesquisadores de postar suas descobertas antes de verificações externas, análise ou validação – da comunidade científica.

Após levar em consideração as características individuais de pacientes, pesquisadores calcularam que o risco de morte era mais que o dobro naqueles que receberam o hidroxicloroquina.

O hidroxicloroquina também pareceu não ter impacto na necessidade de um paciente por suporte para respiração. Taxas de ventilação mecânica foram de 13% para aqueles que receberam o medicamento contra 14% dos que receberam apenas terapia de apoio. Para aqueles que receberam o medicamento para malária e o antibiótico, somente 7% precisaram de auxílio para respirar.

Embora ainda não haja evidência científica de que o hidroxicloroquina é eficaz contra a Covid-19, médicos disseram que eles estão em geral familiarizados com o uso do medicamento acessível, que também vem sendo usado para tratar lúpus e artrite reumatoide.

Mas isso pode estar começando a mudar. “Algumas publicações na semana passada ou duas colocaram dúvidas sobre se o hidroxicloroquina é benéfico”, disse o Dr. Jeremy Falk, especialista pulmonar no Centro Médico Cedars-Sinais em Los Angeles, que não estava envolvido no estudo VA.

Vários ensaios aleatórios estão em curso nos Estados Unidos e em outros lugares, visando responder à questão sobre se o medicamento tem um papel a representar na pandemia que infectou mais de 2,5 milhões de pessoas no mundo e levou a vida de mais de 176 mil.

Fonte: Japan Times, Agência Reuters


Vamos comentar?

Outras Notícias

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Produtos Brasileiros no Japão - Mugen Foods
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Kumon - estude japonês por correspondência!
Produtos Brasileiros no Japão