Itália registra 627 mortes por coronavírus em 24 horas

Publicado em 21 de março de 2020, em Notícias do Mundo

Especialistas médicos dizem que o alto número de idosos pode explicar por que a taxa de mortalidade é bem mais alta na itália do que em qualquer outro lugar no mundo.

Neste Artigo:
&nbspItália registra 627 mortes por coronavírus em 24 horas
Homem de máscara caminhando em rua da Catânia, na Itália (ilustrativa/banco de imagens)

O número de mortes em decorrência do surto do novo coronavírus na Itália aumentou em 627, totalizando 4.032, disseram oficiais na sexta-feira (20), um aumento de 18.4% – de longe o maior aumento diário em termos absolutos desde o início do contágio no país 1 mês atrás.

Publicidade

Na quinta-feira (19), a Itália passou a China como o país a registrar o maior número de mortes pela doença respiratória contagiosa.

O número total de casos na Itália subiu de 41.035 para 47.021, um aumento de 16.6%, disse a Agência de Proteção Civil.

Em sua mais completa análise do surto que ainda deverá ser publicada, o instituto nacional de saúde (ISS) disse que a média de idade daqueles que morreram era de 78.5 anos, com a vítima mais jovem com idade de 31 e a mais velha 103. A média foi de 80 anos.

Cerca de 41% de todos que morreram tinha entre 80 a 89 anos, com o grupo etário dos 70 aos 79 contando por 35%.

A Itália tem a população mais idosa do mundo após o Japão, com cerca de 23% das pessoas acima dos 65 anos. Especialistas médicos dizem que essa demografia pode explicar por que a taxa de mortalidade é bem mais alta do que em qualquer outro lugar no mundo.

O relatório do ISS, baseado em uma pesquisa de 3,2 mil mortes, disse que os homens contaram por 70.6% dos óbitos e mulheres 29.4%. A média de idade para as mulheres que morreram foi de 82 contra 79 para homens.

Em comparação, a média de idade daqueles que testaram positivo para a doença foi de 63 anos.

Uma análise mais profunda de 481 dos que morreram mostrou que quase 99% deles estavam sofrendo de um ou mais condições médicas antes da infecção. Cerca de 48.6% tinham três ou mais patologias anteriores.

Um total de 73.8% tinha pressão alta, 34% diabetes e 30.1% doença cardíaca.

Ao serem admitidos no hospital, 76% tinham febre, 73% estavam com dificuldades para respirar, 40% tosse e 8% diarreia.

O tempo médio entre o início dos primeiros sintomas e subsequente morte foi de 8 dias, com o tempo médio de internação de somente 4 dias.

Das 3,2 mil mortes revistas na pesquisa, somente 9 pessoas tinham menos de 40 anos.

Fonte: Agência Reuters


Vamos comentar?

Outras Notícias

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Produtos Brasileiros no Japão - Mugen Foods
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Kumon - estude japonês por correspondência!
Produtos Brasileiros no Japão